Espírito Santo tem o maior crescimento de vendas no comércio varejista no país

 “Mais uma evidência de que, organizado, o Espírito Santo sai na frente com a retomada de crescimento da economia do país”. – disse o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Regis Mattos

Foto: Google

O Espírito Santo é o Estado que registrou o maior crescimento no volume de vendas no comércio varejista ampliado, no primeiro trimestre deste ano.  O índice foi de 20%. Em seguida, vieram Santa Catarina (16,4%) e Amazonas (15,3%).  A média nacional, no mesmo trimestre, foi de 6,6%.

Os números, revelados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que, isoladamente, também em março, o Estado liderou no volume de vendas, com um índice de 16,3%.

De acordo com o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Regis Mattos Teixeira, trata-se de “mais uma evidência de que, organizado, o Espírito Santo sai na frente com a retomada de crescimento da economia do país”.

Ele ressalta o fato de o Governo manter contas em ordem, pagar em dia servidores e fornecedores, e realizar projetos inovadores nas áreas sociais, como o Escola Viva, o Ocupação Social e a Rede Cuidar, além de realizar o maior investimento em sustentabilidade, com obras de saneamento, construção de barragens e ações de reflorestamento. Dessa forma, diz Regis Mattos, o Estado inspira confiança nos agentes econômicos.

Para o secretário de Estado da Fazenda, Bruno Funchal, o bom desempenho do varejo registrado no Espírito Santo não é uma surpresa. “É o resultado das ações concretas que o Governo tomou ao longo dos últimos três anos, tanto no que diz respeito à parte fiscal, quanto às ações para a melhoria do ambiente de negócios. Já vínhamos acompanhando o bom desempenho do setor que, neste primeiro trimestre registrou uma arrecadação 17,5% acima do mesmo período de 2017”, afirmou ele.

No comparativo interanual, os setores com maior crescimento foram os de supermercados e de veículos. Essas são atividades com maior relevância na composição do varejo ampliado do Estado e que impactaram positivamente o desempenho do comércio.

De acordo com dados do IBGE, em março deste ano, o volume de vendas do comércio varejista nacional variou 0,3% frente a fevereiro, na série com ajuste sazonal, após ter recuado 0,2% em fevereiro.

“Com isso, a média móvel trimestral teve ligeiro aumento de 0,3% frente ao trimestre encerrado em fevereiro. Na série sem ajuste sazonal, o comércio varejista cresceu 6,5% em relação a março de 2017, o maior resultado desde abril de 2014 (6,7%). Com isso, o varejo acumulou altas de 3,8% no ano e de 3,7% nos últimos 12 meses, mantendo a recuperação em curso desde outubro de 2016”.

Segundo a diretora-presidente do Instituto Jones dos Santos Neves, Gabriela Lacerda, esses dados estão sendo analisados em conjunto com outros setores. “Mas já é possível dizer que consolidam as expectativas positivas de recuperação da economia capixaba observadas nos últimos trimestres”, explicou.

 

As informações foram tiradas do site Correio9.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here