Policial mata mulher e duas filhas dela que o acusaram de estupro em MG

Depois de disparar contra as vítimas, o homem atirou contra a própria cabeça. Ele ainda chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu

Uma mulher de 40 anos e duas filhas dela, de 15 e 18 anos, foram mortas pelo policial civil Paulo José de Oliveira, na madrugada desta terça-feira (15). O crime foi cometido , dentro da casa das vítimas, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Apesar de a adolescente e a jovem terem acusado o homem de estupro, a motivação do triplo homicídio será investigada pelo Departamento Estadual de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Segundo o UOL, o policial, que estava sendo investigado pelos abusos sexuais, estava preso desde julho passado na Casa de Custódia da corporação. Ele fugiu do local e foi até a residência das mulheres. Depois de atirar na mãe das jovens, o suspeito disparou contra as garotas e, em seguida, cometeu suicídio. O marido e pai das vítimas e a outra filha da mulher estavam no imóvel, mas não ficaram feridos.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here