Arma de policial morto durante assalto em Cariacica é encontrada

A pistola estava dentro de uma sacola junto com uma outra arma de fogo, que teria sido usada pelos assaltantes no dia do crime. Três suspeitos já estão presos pelo crime.

A arma do investigador Alessandro Gomes Ferrari, morto por criminosos que o abordaram em um assalto em Cariacica, foi encontrada pela Polícia Civil no bairro Piranema nesta quinta-feira (1). A pistola estava dentro de uma sacola junto com uma outra arma de fogo, que teria sido usada pelos assaltantes no dia do crime. Três suspeitos já estão presos.

Após a prisão do terceiro suspeito, Julismar Corrêa da Silva, de 24 anos, a Polícia Civil começou a fazer buscas pelo bairro Mucuri, o primeiro lugar onde ele se escondeu depois de cometer o crime.

As armas apreendidos estavam na comunidade vizinha, Piranema, assim como as roupas usadas pelos criminosos na ocasião. Não houve detidos nesta operação.

Prisões

Dois suspeitos foram presos em flagrante na segunda-feira (29), um dia depois do crime. Um deles dirigia o veículo que abordou a vítima e o outro estava junto, mas também teria atirado no investigador, conforme informação da polícia.

Julismar Corrêa da Silva foi preso nesta quarta-feira (31), escondido no bairro Portal Jacaraípe, na Serra. Segundo a polícia, foi ele quem deu os dois primeiros tiros no policial.

O delegado Eduardo Passamani explicou que depois do crime, ele fugiu para Mucuri, em Cariacica, depois para Viana e então foi para a Serra, onde ficou escondido em um quarto alugado. Quando a polícia chegou ao local, Julismar ainda tentou fugir pulando de casa em casa no bairro, mas foi detido.

“Mesmo que já tivesse passado o flagrante, pedimos a prisão dele porque havia vasta prova do envolvimento dele, inclusive com a confissão dos demais envolvidos”, explicou o delegado.

Segundo a polícia, Julismar tem várias passagens por roubo de casas, carros e também tráfico de drogas.

De acordo com o delegado, com a prisão temporária de Julismar, todos os suspeitos de envolvimento no crime estão presos, mas o inquérito ainda não foi concluído. Dois deles já foram reconhecidos por uma vítima como assaltantes de um outro carro em Cariacica.

O crime

O crime aconteceu neste domingo (28), no bairro Morada de Santa Fé, em Cariacica. Alessandro foi morto no dia do aniversário da filha de oito anos. Ele havia saído da igreja com a família e seguiria de carro para casa levando um bolo, mas antes passaria para buscar uma amiga da meninas.

Nesse trajeto, o veículo foi abordado por três homens armados que estavam em outro carro e um deles atirou. O secretário Nylton Rodrigues disse que a polícia trabalha com a hipótese de latrocínio, roubo seguido de morte.

Alessandro estava com a mulher e a sogra na hora do crime, que não ficaram feridas. O sogro dele, Jeremias Cardozo, disse que todos estão traumatizados. “Perdi meu genro, minha mulher está traumatizada. Nós estamos sujeitos a tudo isso, de ser pegos de surpresa no meio da rua, do jeito que está aí”, falou.

Fonte: G1 ES

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here