Morre menina símbolo de crise humanitária no Iêmen

Amal Hussain, sete anos, ficara famosa poucos dias antes

Morreu nesta sexta-feira (2), aos sete anos de idade, Amal Hussain, menina que se tornara símbolo da guerra civil e da crise humanitária que assolam o Iêmen desde 2015.
A garota ficou famosa no mundo inteiro ao ser retratada em uma foto na qual aparece deitada em uma maca, reduzida a pouco mais que um esqueleto e com a barriga inchada. Seu rosto, voltado para o lado, exibe um olhar de resignação.

A imagem havia sido publicada dias antes pelo repórter norte-americano Tyler Hicks, do jornal “The New York Times”. Amal vivia em um campo de refugiados no norte do Iêmen. “Meu coração está em pedaços”, disse a mãe da menina, Mariam Ali, ao “NYT”.

Ignorada por boa parte da comunidade internacional, a guerra no Iêmen opõe as forças do presidente Abd Rabbo Mansur Hadi, apoiado pela Arábia Saudita, aos rebeldes houthis, que contam com suporte do Irã e do grupo xiita libanês Hezbollah.

O conflito já matou mais de 10 mil pessoas e gerou mais de 2 milhões de deslocados internos. (ANSA)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here