Abuso sexual de crianças e adolescentes: 30 casos registrados por mês na Grande Vitória

Nesses casos, as delegacias regionais de plantão de cada município ou a Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente podem ajudar

Neste sábado (18) é o dia nacional de combate ao abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes. O assunto é importante. Apenas na Grande Vitória, a média é de 30 casos registrados por mês, ou seja, quase um por dia.

Um caso que marca a importância do combate ao abuso sexual de crianças e adolescentes é o de uma menina, que hoje tem 17 anos, que começou a ser abusada quando tinha 13, pelo pastor da igreja que frequentava. A vítima só assumiu os abusos quando a avó quase testemunhou a favor do pastor.

Os abusos aconteciam dentro da igreja, durante um processo de cura e libertação. Ao todo, foram três vítimas adolescentes e duas mulheres. Elas relataram que o pastor usava um óleo que dizia ser ungido, e passava nas partes íntimas das vítimas alegando ser para libertação. Em outras situações, as obrigava ainda a fazer sexo oral com ele.

Mas em janeiro de 2017 o pastor foi preso. Ernestino Cândido Filho tinha 38 anos. Ele foi condenado quatro vezes e ainda responde outro processo por abuso contra a própria sobrinha. Somadas as condenações, são 69 anos de prisão. Ele nunca confessou o que fez.

A avó da adolescente abusada disse que também passou pelo mesmo problema na infância e pede para que as vítimas não se calem. Quem já sofreu algum tipo de exploração sexual pode procurar ajuda nas delegacias regionais de plantão de cada município ou na Delegacia Especializada de Proteção a Criança e ao Adolescente.

Fonte: Folha Vitória

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here