Bolsonaro: ‘É inadmissível anunciar reajuste de 39% no gás’

Nesta quarta-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro chamou de “inadmissível” o reajuste anunciado pela Petrobras, de 39% no preço de venda de gás natural para as distribuidoras. Ele deu declarações durante a cerimônia de posse do novo diretor-geral da Itaipu Binacional.

– É inadmissível se anunciar agora, o velho presidente ainda [Roberto Castello Branco], um reajuste de 39% no gás. É inadmissível. Que contratos são esses? Que acordos foram esses? Foram feitos pensando no Brasil? Num período de três meses? – falou.

Bolsonaro disse ainda que não pretende interferir no assunto.

– Não vou interferir. A imprensa vai dizer o contrário, mas podemos mudar essa política de preços lá.

O gás natural é usado em fogões e aquecimento de chuveiros de residências. O reajuste entrará em vigência a partir de 1º de maio.

A Petrobras explicou, em nota, que o aumento é resultado da aplicação das fórmulas dos contratos de fornecimento, que vinculam o preço à cotação do petróleo e à taxa de câmbio. Segundo a estatal, o preço final do gás natural não é determinado apenas pelo valor de venda da companhia, mas pelas margens das distribuidoras e pelos tributos federais e estaduais.

Fonte: Pleno News

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here