Brasil pode passar por terceira onda da covid entre maio e julho

No atual cenário, país pode chegar em agosto com 575.634 mortes | Foto: Reprodução/Diego Vara

O Brasil pode viver uma terceira onda de Covid-19 a partir do final de maio e voltar a ter mais de 4 mil mortes pela doença em um único dia, segundo estimativas do Instituto de Métricas de Saúde e Avaliação (IHME) da Universidade de Washington, nos Estados Unidos. Os mais novos dados do IHME para o território brasileiro foram divulgadas no último final de semana.

Esse cenário é o pior dos três projetados pelo Instituto agora e ocorreria em consequência de uma diminuição no índice de distanciamento social e queda no número de brasileiros usando máscara, por exemplo. Se vier a se concretizar, o pico da nova onda signifcará uma média de 4.283 mortes por Covid-19 diariamente, a ser atingida em 4 de julho. Além disso, o país chegaria em 1º de agosto com 688.748 óbitos no total.

Por outro lado, se as varíaveis se manterem nos níveis observados atualmente, diz o IHME, serão 575.634 mortes até o início do oitavo mês do ano, com o país registrando quedas constantes na média de mortes a partir de 15 de junho. Já em um eventual cenário em que 95% da população passasse a usar máscara, distante do atual percentual (69%), o Brasil chegaria em agosto com 525.008 mortes.

Fonte: SBT

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here