Clientes de boate são presas na Praia do Canto

Duas mulheres foram detidas pela Polícia Militar dentro de uma boate na região do Triângulo, na Praia do Canto, em Vitória, na madrugada desta sexta-feira (23). As amigas são suspeitas de furtar um celular de uma outra cliente, além de ofensas contra dois funcionários da segurança da casa de shows.

Durante o atendimento da ocorrência, feito pela Polícia Militar, os militares também teriam sido ofendidos por uma das mulheres que se identificou como advogada.

A confusão teve início e a PM foi acionada para uma ocorrência de uma briga no estabelecimento. No local, os policiais foram informados de que as duas amigas estariam envolvidas em um furto de um aparelho celular de uma cliente.

De acordo com a ocorrência policial, o aparelho que havia sido furtado foi encontrado em uma das lixeiras da boate e a vítima do furto, ao recuperar o aparelho, com ajuda dos seguranças, já teria ido embora.

Após a saída da cliente, uma das suspeitas do furto, passou a ofender uma funcionária do estabelecimento, que trabalha como segurança.

No documento consta que essa suspeita teria falado que a funcionária da boate “era uma pobre coitada e negra”, afirmando que ela era advogada e por isso ninguém iria conseguir tirar ela de dentro do local.

Segundo o relato dos militares, um dos seguranças da casa também foi ofendido pela mulher que teria dito que ele era “um macaco, e que um macaco não devia trabalhar com humanos”.

O sargento da PM que comandava a equipe também teria sido ofendido pela suspeita sendo tachado como “soberbo e que não poderia fazer nada com ela”. Diante do fato, o militar deu voz de prisão para a cliente e a levou algemada para a 1ª Delegacia Regional de Vitória, uma vez que ela estaria embriagada.

Fonte: Tribuna

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here