Confrontos em Jerusalém já somam mais de 760 feridos

Confrontos com o Exército israelense teriam começado após protestos convocados pelo grupo Hamas contra decisão de Trump

Confrontos em Jerusalém já somam mais de 760 feridos

balanço atualizado dos feridos durante os confrontos ocorridos nesta sexta-feira (8) na Cisjordânia, em Jerusalém e em Gaza já chega a 767, informam entidades de assistência internacionais. Desses, 61 foram atingidos por armas de fogo, 479 ficaram intoxicadas por gás lacrimogêneo, 200 foram atingidos por balas de borracha e outros 27 por causas diversas.

Confrontos com o Exército israelense teriam começado após protestos, convocados pelo grupo Hamas, contra a política do presidente dos Estados Unidos. Donald Trump reconheceu Jerusalém como a capital de Israel.

Em meio a onda de violência em Jerusalém, Cisjordânia oriental e na Faixa de Gaza, uma sirene de alarme antimíssil foi acionada no sul de Israel, em comunidades ao redor de Gaza, informou a imprensa local nesta sexta-feira. Com informações da ANSA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here