Corte de árvores em orla de Guarapari divide opinião de moradores, no ES

Árvores centenárias que ficavam na orla da Prainha, em Muquiçaba, foram cortadas pela prefeitura de Guarapari, no Espírito Santo. A medida foi tomada, segundo a administração municipal, porque as plantas não são nativas e estavam causando prejuízos. Mas alguns moradores desaprovam a retirada das castanheiras.

Com a retirada de pelo menos quatro árvores, segundo moradores, toda a sombra que havia no local foi perdida. “Já derrubaram. Nós fomos contra quando as árvores estavam em pé. Agora que caiu, paciência. A árvore não volta mais para o lugar”, lamentou o aposentado Jacir de Paula.

Os cortes aconteceram porque a prefeitura está fazendo a revitalização da orla. Por isso, alguns moradores, como o aposentado Ermínio Gobbi, concordam com a medida. “Vai ter iluminação, ciclovia. Tem algumas [árvores] que não atrapalham, mas algumas atrapalham”, disse.

Por outro lado, parte da população questiona a necessidade de retirar as espécies do local. “A prefeitura poderia se adequar um pouco à natureza. A gente sabe que a média global de temperatura está aumentando a cada ano que passa e, infelizmente, Guarapari está contribuindo um pouco para que essa média seja elevada”, disse o advogado Bernardo Bourguignon.

O professor de Educação Física Pedro Rocha cresceu indo à praia e também lamentou o corte das árvores. “É muito triste, porque é uma praia em que cresci, aprendi a nadar nessa praia, vi outras crianças crescerem nessa praia também”.

O engenheiro da secretaria de Meio Ambiente da prefeitura, Breno Simões, explicou que as árvores precisaram ser arrancadas porque não são nativas, e estavam causando prejuízos à orla.

“Identificamos que seria necessário a retirada daquelas espécies, tendo em vista que não são espécies utilizadas em arborização urbana, são espécies exóticas invasoras e causam prejuízo, principalmente, à mobilidade urbana e à infraestrutura do local”, disse.

Ele garantiu que outras mudas de árvores serão replantadas durante a revitalização da orla. “Vão ser reintroduzidas mais de dez espécies de árvores, além de vegetação de restinga, que é o ideal para a orla e beira de praia. A prefeitura também vai fazer projeto com flores no local, a gente vai fazer jardins”, garantiu.

Com a retirada das árvores, praia perdeu as sombras — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

FONTE: G1 ES

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here