Criança de 5 anos é torturada e morta com barra de ferro por pedir comida

Sabrina de Jesus Cabral, de 6 anos, morreu após ser espancada pelos tios. A criança foi torturada antes de falecer, em Planaltina de Goiás (ou Brasilinha), nessa quarta-feira (29/05/2019).

Após apanhar, a menina teria sido deixada ao relento. O irmão, de 8 anos, relatou que ela apanhou com um vergalhão de ferro e um pedaço de madeira.

As crueldadades cometidas contra Sabrina chocaram o próprio delegado do caso. “A explicação é tão absurda quanto o ato em si. Eles saíram pela manhã e deixaram as crianças sozinhas trancadas em casa e, quando souberam que elas pediram comida aos vizinhos, ficaram com raiva, castigaram e agrediram os meninos”, revelou.

Além de Sabrina, os tios – Bruno Deocleciano da Silva, 19 anos, e uma menor de 17 – maltratavam e agrediam outras três crianças: um menino de 8 anos, uma menina de 4, e outra de 1.

Elas apresentavam sinais de violência que, segundo o delegado do caso, indicam prática de tortura.

“Através da coloração das lesões é possível ter uma ideia de quando elas foram praticadas. Isso é uma característica de tortura”, apontou Antônio Humberto. “Nós que estamos acostumados a trabalhar com violência, achamos esse caso particularmente chocante. Uma violência absurda. Um fato animalesco. Uma selvageria sem precedentes”, completou.

Um vizinho, que chegou ao local na tentativa de socorrer Sabrina, expôs que a menina tinha espuma branca na boca e reclamava de dores no peito.

Sem arrependimentos

O delegado garantiu que os agressores não demonstraram arrependimento no momento do depoimento. Segundo a tia, Sabrina tentou se esconder debaixo da mesa e, mesmo assim, foi agredida com chutes na cabeça.

Outra menina, de 4 anos, está internada no hospital e apresenta lesões antigas, como marcas de ferro de passar roupa. Os conselheiros tutelares contaram que as crianças comeram de forma desesperada ao chegar ao centro de saúde.

 

Fonte: FOLHA DO ES

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here