Deputado Enivaldo dos Anjos propõe Frente Parlamentar para discutir os portos capixabas

A criação de um grupo parlamentar suprapartidário para discutir e acompanhar os assuntos relacionados aos portos já instalados e aqueles cujos projetos estão sendo anunciados pela iniciativa privada no Estado foi requerida pelo deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD) nesta segunda-feira (17), na Assembleia Legislativa.

O requerimento protocolado cria a Frente Parlamentar de Defesa do Complexo Portuário do Estado do Espírito Santo, que se propõe a promover a dinamização econômica de todas as regiões do Estado, com um foco especial na região Norte, com a integração logística com o Sul da Bahia e o Leste de Minas.

O requerimento será lido na sessão desta terça-feira (18) para instalação da Frente, apoiada pelos deputados Majesky (PSB), Capitão Assumção (PSL), José Esmeraldo (MDB), Euclério Sampaio (sem partido), Emílio Mameri (PSDB), Vandinho Leite (PSDB), Hudson Leal (Republicanos), Luciano Machado (PV), Dary Pagung (PSB), Marcelo Santos (PDT), Danilo Bahiense (PSL), Freitas (PSB) e Marcos Garcia (PV).

Esses parlamentares comporão a Frente, a ser presidida por Enivaldo dos Anjos, juntamente com outros deputados que poderão ser convidados após a leitura do requerimento.

Ao justificar a criação da Frente, o deputado Enivaldo dos Anjos disse que o Espírito Santo tem posição estratégica para o Brasil em relação ao comércio exterior, seja por sua localização geográfica, seja pela sua já estrutura portuária e que precisa ampliar a discussão do tema.

“É o Estado mais bem localizado para se tornar um corredor de exportação e importação de todo tipo de cargas. O Espírito Santo está se transformando no principal hub portuário do Brasil e é importante que se conheça a situação de cada um dos portos já instalados e dos projetos anunciados, aqueles que estão em andamento e aqueles que estão travados por alguma razão que não diz respeito aos interesses capixabas”, observou.

O parlamentar enfatizou que o Estado já é conhecido por ter o maior porto de exportação de minério de ferro, o maior porto de exportação de celulose, como grande exportador de aço, além de estar diante de um movimento em torno da privatização do Porto de Vitória, hoje administrado pela Codesa.

“Precisamos de uma ampla mobilização de nossas lideranças para não perdermos o bonde da história na nova economia brasileira. A Assembleia sempre teve por tradição o protagonismo na discussão dos principais assuntos que dizem respeito aos interesses da sociedade capixaba e, neste momento, precisa entrar seriamente na discussão sobre a ampliação do nosso complexo portuário”, disse.

A Frente Parlamentar, de acordo com Enivaldo, colocará a Assembleia no protagonismo dos debates que visam a consolidação do Estado como “o maior complexo portuário do País, com a construção de novos centros projetados para o Norte, o Centro e o Sul do Estado e, agregar a isso, a infraestrutura necessária para que se chegue a esses terminais”.

Fonte: Site Vitória

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here