Embarcações de garimpo ilegal invadem Rio Madeira em busca de ouro

Centenas de embarcações de garimpo ilegal invadiram o rio Madeira, no Amazonas. As dragas começaram a chegar há cerca de duas semanas, após surgir a informação de que havia ouro na região.

Vídeos que mostram a chegada dos barcos foram gravados entre os municípios de ‘Autazes’ e ‘Nova Olinda do Norte’. Prefeitos das duas cidades pedem ajuda do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM) para conter a invasão e evitar desastres ecológicos.

“Eu estive falando agora mesmo com o Claudio Mura, da Etnia Mura,da região  ali de Altases. Ele diz que já estiveram ali na Câmara de vereadores de altases para ver o que se possa fazer”, informou o representante da Comissão da Pastoral da Terra (CPT), Emanuel do Carmo.

Em nota, o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM) informou que já está buscando uma solução conjunta com o governo do estado, com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e com a Polícia Federal. O Ministério Público também foi acionado.

Um grande prejuízo para o meio ambiente

A área ocupada pelos garimpeiros fica há pouco mais de 100 km de Manaus. De acordo com a “calculadora de impactos do garimpo ilegal de ouro”, desenvolvida pelo Ministério Público Federal, uma única balsa pode provocar a erosão de dois milhões de toneladas de solo por ano.

Essas balsas estão lá há cerca de duas semanas extraindo ouro sem serem incomodadas pelas autoridades federais ou estaduais. Não há licença ambiental para nenhuma delas operarem ali na região. Infelizmente, elas seguem operando de maneira ilegal e colocando em risco a saúde das populações que habitam a calha do rio Madeira.

Fonte: SBT

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here