EUA: Senado trava indicada de Biden para embaixada no Brasil

Elizabeth Bagley Foto: Reprodução/Print de vídeo YouTube U.S. Department of State

A Comissão de Relações Exteriores do Senado dos Estados Unidos não aprovou a nomeação de Elizabeth Bagley. Ela tinha sido indicada pelo presidente americano Joe Biden para ser embaixadora no Brasil. As informações são da Folha de S. Paulo.

O democrata Bob Menendez foi quem chefiou a comissão, que tem 11 membros de cada partido. A votação terminou empatada em 11 a 11.

No resumo sobre o andamento do processo de aprovação de Bagley foi incluída uma nota que diz: “falhou em obter relatório favorável”. No entanto, o relatório sobre a decisão ainda não foi publicado.

O veículo apontou que declarações consideradas antissemitas que Elizabeth deu no passado estariam pesando na decisão, causando resistência nos senadores. Em 1998, ela lamentou que o “lobby judeu” faria com que os democratas dissessem coisas estúpidas, como “defender Jerusalém como capital de Israel”.

A indicação de Elizabeth Bagley para a embaixada dos EUA no Brasil foi noticiada em janeiro. Em maio, ela alfinetou o governo do presidente brasileiro Jair Bolsonaro. Em sua sabatina no Senado americano, Bagley disse que as eleições no Brasil devem passar por dificuldades, mas que confia nas instituições democráticas do país.

– Bolsonaro tem dito muitas coisas, mas o Brasil tem sido uma democracia, tem instituições democráticas, Judiciário e Legislativo independentes, liberdade de expressão. Eles têm todas as instituições democráticas para realizar eleições livres e justas – falou, na ocasião.

Fonte: Pleno News

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here