Idoso é preso após polícia descobrir plantação de ‘supermaconha’ no quintal da casa dele na Serra

Além de André Luiz Barros Padilha, de 62 anos, a polícia prendeu Caio Costa, de 31, suspeito de comercializar a droga em Jardim da Penha e em bairros vizinhos

André Luiz Barros Padilha e Caio Costa foram presos por policiais da Deten nesta sexta-feira

Dois homens foram detidos, nesta sexta-feira (19), por policiais civis da Delegacia Especializada de Tóxicos e Entorpecentes (Deten). Além disso, a polícia apreendeu 16 pés de skank, 60 gramas de maconha prontos para a venda e três tabletes da droga prensada, pesando cerca de 2,3 kg. As prisões aconteceram na Serra e em Vitória.

No quintal da casa do idoso foi encontrada uma plantação de maconha do tipo skank

De acordo com as investigações, André Luiz Barros Padilha, de 62 anos, plantava pés de skank em sua residência, em Nova Almeida, na Serra, onde foi preso. O skank é uma espécie de maconha cultivada em laboratório, também conhecido como “supermaconha”, em virtude de seu efeito concentrado.

Já Caio Costa, de 31, seria o dono da droga e a comercializava em Jardim da Penha, em Vitória, e nas regiões vizinhas. Segundo a polícia, Caio havia sido preso pelo mesmo crime, em maio de 2017, e estava em liberdade condicional, com tornozeleira eletrônica.

Os dois suspeitos foram autuados por tráfico de drogas e associação ao tráfico e encaminhados ao presídio.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here