Jovem morre após ter moto atingida por carro de motorista embriagado

Uma jovem de 25 anos que estava na garupa de uma motocicleta morreu após ser atingida por um carro conduzido por um motorista embriagado. O fato aconteceu na madrugada deste domingo (11), na BR 482, na altura do bairro BNH, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado. Juliana Vasconcelos Cypriano chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros para a Santa Casa de Misericórdia, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Matheus Aguiar Nascimento, de 22 anos, que conduzia a moto Honda Fazer 150, ficou ferido. O motorista do carro que bateu na moto, identificado como Paulo Sergio Lopez Barrozo, 44 anos, ainda tentou fugir do local, mas acabou preso.

De acordo com a Polícia Militar, o acidente aconteceu por volta das 5h50 quando Matheus, Juliana e outros dois amigos, Gabriel Abrantes e Ludmyla Schaydegger, que estavam em um Honda CG 150, seguiam pela via. O motorista de um Fiat Siena cinza invadiu a contramão e atingiu as motos dos jovens.

Juliana, Matheus, Gabriel e Ludmyla foram socorridos pelo resgate do Corpo de Bombeiros e levados para a Santa Casa de Misericórdia. Matheus permanece internado após passar por uma cirurgia no pé. Gabriel teve escoriações pelo corpo. Já Ludmyla, que ficou gravemente ferida, teve fratura no fêmur e na bacia.

Matheus teve que amputar parte do pé; Gabriel teve escoriações pelo corpo; Ludmyla teve fratura no fêmur e na bacia
Matheus teve que amputar parte do pé; Gabriel teve escoriações pelo corpo; Ludmyla teve fratura no fêmur e na bacia
Foto: Reprodução/Facebook

Prisão

Segundo o delegado Eduardo Teixeira, por estar embriagado, o motorista não teve condições de prestar esclarecimentos sobre o acidente. Ele foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Cachoeiro de Itapemirim. Em nota, a Polícia Civil informou que Paulo Sergio foi autuado por homicídio culposo na direção de veículo automotor, lesão corporal culposa na direção de veículo automotor e por embriaguez ao volante.

Grupo de amigos voltava de festa

No momento do acidente, o grupo de amigos retornava de um show que aconteceu em um bar na localidade de Morro Grande. O assistente social Jhone Souza, 32 anos, era amigo de Juliana e contou que ela chegou a entrar em contato com a mãe para informar que já estava chegando em casa. “Juliana disse que iria lanchar antes de ir pra casa. A mãe dela acordou por volta das 7h, viu que ela não tinha chegado e começou a ligar, mas ela não atendia. Logo depois ela recebeu uma ligação informando que a Ju estava no hospital”, contou.

“Ela era uma grande amiga. Vai deixar saudades”, lamentou Jhone.

Entrevista

O publicitário Wesley Aguiar, 31 anos, é irmão do Matheus, que pilotava a motocicleta modelo Fazer 150 em que Juliana estava. Ele contou que a motocicleta ficou totalmente destruída.

Como foi o acidente?

Eles seguiam juntos, já que estavam juntos no show. Pelo que minha mãe contou, eles viram um carro cortando outro carro e fazendo zig zag na pista. Eles tentaram desviar, jogando as motos para o lado, mas o carro foi na mesma direção. O impacto maior foi na moto do meu irmão. A Juliana foi lançada a uns 20 metros e meu irmão teve um dos pés esmagado e teve que amputar uma parte.

Como você se sente vendo que o acidente foi provocado por um motorista embriagado?

Meu irmão não bebe. Eu sinto que as leis para quem bebe e dirige deveriam ser mais rigorosas.

Como estão os ocupantes da outra moto?

O piloto teve diversas escoriações e a menina que estava no carona teve diversas fraturas pelo corpo. Eles estão internados na Santa Casa também.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here