Justiça decreta prisão preventiva de suspeito de matar cinco pessoas em chacina no ES

A Justiça converteu a prisão em flagrante do suspeito de ser o autor da chacina em Vila Velha, na Grande Vitória, em preventiva. Decisão foi tomada durante a audiência de custódia dele, nesta terça-feira (19). Cinco pessoas morreram e quatro ficaram feridas após o jovem de 25 anos invadir um churrasco no bairro Darly Santos, em Vila Velha, na Grande Vitória.

Saulo da Silva Abner, de 25 anos, foi preso na tarde desta segunda-feira (18). Em depoimento para a Polícia Civil, ele confessou o crime e disse que a chacina foi motivada por uma disputa de terreno na região.

Depois de prestar depoimento, ele foi levado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Viana e passou por audiência de custódia nesta terça. A juíza Raquel de Almeida Valinho decidiu converter em prisão preventiva porque entendeu que, em liberdade, Saulo poderá voltar a cometer atos de violência e intimidar testemunhas.

De acordo com a investigação, o suspeito usou cocaína antes do crime. O carro usado por ele foi identificado pelas câmeras da Prefeitura de Vila Velha e estava sendo monitorado desde o dia da chacina.

No depoimento, Saulo contou que tinha invadido um terreno no bairro e ficou sabendo que outras três pessoas – que seriam os alvos do crime – teriam invadido o mesmo terreno e estavam participando de um churrasco.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here