“Justiça para os anjos” Choro e clamor popular no dia que completou um mês da morte dos irmãos carbonizados em Linhares

Manifestantes colaram novos cartazes no local, acenderam velas e soltaram balões brancos no quintal da casa incendiada em memória de Joaquim e Kauã.

 

Imagens site Bananal Online

Nesta segunda-feira (21) está completou um mês que aconteceu o incêndio que matou os irmãos Kauã, de 6 anos e Joaquim, 3. Nesses 30 dias do ocorrido, existe um silêncio acerca do caso, muitas perguntas e poucas respostas.

Imagens site Bananal Online

E os questionamentos da população são: quais foram as causas do incêndio? E como a linha de investigação é de homicídio, Artigo 121 do CPB, por que as crianças foram assassinadas? E qual foi o mecanismo usado para matar as crianças, já que a morte não foi por asfixia? Quais os laudos médicos?

 

Imagens site Bananal Online

A casa dos pastores George Alves e Juliana Salles, pais dos irmãos que morreram em um incêndio, agora a linha de investigação da policia trata-se de homicídio, o fato aconteceu em Linhares, no Espírito Santo, pela segunda vez anoiteceu com cartazes de protesto nesta segunda-feira (21).

Imagens site Bananal Online

Os papéis possuem frases como: “que não fique impune”, “os anjos foram sacrificados?”, “queremos respostas”.

Foto Site Bananal Online

O ato de solidariedade em memória aos irmãos que morreram carbonizados “Justiça para os anjos”  foi marcado por Joyce, Jocilene Martins, Edilene e outros integrantes de grupos das redes sociais cofora demo: WhatsApp e facecook, um dos grupos tem administradores e membros de Linhares e em vários estados, até fora do Brasil.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here