Justiça suspende nomeação de filha de prefeito, de 18 anos, como secretária municipal

Justiça suspende nomeação de filha de prefeito como secretária municipalO juiz Guilherme Aranda Castro dos Santos, da Vara Cível de Barbosa Ferraz (Centro-Oeste do Paraná), suspendeu nesta semana ato administrativo do prefeito de Corumbataí do Sul, Alexandre Donato (PSD), que havia nomeado a própria filha, Letícia Kamilly Donato, para o cargo de secretária municipal de Ação Social. A liminar havia sido requerida pelo Ministério Público, que sustentou que Letícia, de 18 anos de idade, não tem qualificação mínima para a função e sua nomeação configurou nepotismo.

Na decisão, Santos citou que, ao ser instada a comprovar sua qualificação, Letícia Donato “se limitou a afirmar que atualmente, e de forma concomitante ao exercício do cargo, cursa graduação de enfermagem, curso que, diga-se de passagem, não possui relação direta com a administração da assistência social de um município, onde se demanda conhecimento técnico dos princípios de assistência social, de toda a legislação pertinente, bem como uma noção básica de gestão de pessoas, eis que o cargo em questão é em tese de ‘chefia’ de toda uma repartição da administração pública”.

O juiz acrescentou que Letícia apresentou ainda “declarações emitidas por funcionários municipais, que coincidentemente são a ela subordinados, e, ainda, certidão de realização de curso com atividades de cinco horas na área da assistência social e declaração de matrícula realizada em junho de 2021 no curso de serviço social”. Já o prefeito Alexandre Donato “se limitou a afirmar que a requerida Letícia seria, sim, capacitada, pois na sua visão parcial de genitor que lhe acompanha diariamente, acredita em seu potencial”, ainda de acordo com o despacho.

Fonte: Gazeta do Povo

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here