Lula ataca Moro e Deltan em discurso em São Bernardo do Campo

Em discurso que aconteceu na tarde deste sábado (9), em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, o ex-presidente Lula chamou o ministro da Justiça, Sergio Moro, de “canalha” e afirmou que o procurador Deltran Dallagnol montou uma quadrilha.

“Eu tomei a decisão de ir lá para a Polícia Federal, eu poderia ter ido a uma embaixada, eu poderia ter ido a um outro país, mas eu tomei a decisão de ir lá, porque eu preciso provar que o juiz Moro não era juiz, era um canalha que estava me julgando”, afirma Lula no discurso.

O petista atacou também o procurador da República Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Lava a Jato em Curitiba. “Eu precisava provar que o Dallagnol não representa o Ministério Público, que é uma instituição séria. Ele montou uma quadrilha”.

Além de atacar Moro e Deltram, Lula chamou o ministro da Economia, Paulo Guedes, de “destruidor de empresas públicas”.

“Eu duvido que o seu Bolsonaro durma com a consciência tranquila que eu durmo. Eu duvido que o ministro demolidor de sonhos, destruidor de empregos e empresas públicas, chamado Guedes, durma com a consciência tranquila que eu durmo. E eu quero dizer para eles que eu estou de volta, eu estou de volta.”

Fonte: Tribuna

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here