Mais um acusado de integrar facção criminosa do Condomínio na Serra, é preso

Sanderli Santos de Souza, 21, é acusado de quatro mortes e uma tentativa de homicídio. Ele foi pego após um cerco da polícia, às 14h de ontem, segunda-feira (28)

Condomínio Ourimar-Serra

Está preso o 8º acusado de integrar e ser o braço direito da facção criminosa POORF, que domina o Condomínio Ourimar, na Serra. Sanderli Santos de Souza, 21, é acusado de quatro mortes e uma tentativa de homicídio. Ele foi pego após um cerco da polícia, às 14h da última segunda-feira (28).

O titular da Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) da Serra, Rodrigo Sandi Mori, informou que no período de abril de 2017 a maio de 2018, a facção, conhecida por praticar crimes de forma cruel, cometeu 10 homicídios, todos solucionados pela polícia.

O delegado informou que uma das vítimas de Sanderli Santos de Souza é Ilson Dias de Jesus, de 52 anos. Ele foi morto em fevereiro, com mais de 30 facadas, na Praça da Bíblia, em Feu Rosa, por suspeita de denunciar o que acontece dentro do Condomínio Ourimar. O crime aconteceu na frente da filha dele e de diversos moradores do bairro.

“O que ele fez com esse senhor foi um ato covarde, que causou indignação e revolta não só a nós policiais. Foi um dos homicídios mais cruéis e revoltantes que eu já trabalhei. Desde então, não medimos esforços para identificar esse autor. Estava difícil prendê-lo, tentamos há semanas”.

Sanderli Santos de Souza também responde pelos assassinatos de José Alves Ferreira Junior, morto com golpes de foice e um tiro de revólver calibre 12 na cabeça, em junho de 2017; o de uma mulher, encontrada morta em um valão, atrás do Condomínio Ourimar; e ainda pela tentativa de homicídio de Jeferson de Jesus, em janeiro do ano passado.

Segundo Rodrigo Sandi Mori, o acusado confessou o homicídio de José Alves, e se contradiz para explicar a morte de Ilson Dias de Jesus. Ele tem uma passagem pela polícia por tráfico de drogas. “As características dos homicídios praticados sempre na mesma localidade, de forma cruel, despertou nossa atenção e começamos a investigar essa facção, que é muito temida. Eles gostam de ver a vítima sofrer, principalmente o Sanderli”.

Fonte ES Hoje

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here