Mercado de trabalho capixaba contratou mais do que demitiu, aponta Caged

Os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, mostrou que mais uma vez o Espírito Santo teve saldo positivo na geração de empregos. Em abril, o Estado gerou 2.765 postos de trabalho a mais do que os fechou. Os setores de serviços, agropecuária e indústria da transformação tiveram os melhores desempenhos do mês.

No último mês foram abertas 26.460 vagas de emprego, enquanto 23.695 postos foram encerrados no Estado. Com o resultado, o Espírito Santo continuou a gerar mais empregos do que no mês anterior, já que em março o saldo foi 1.780 vagas.

Já no acumulado do ano, o saldo foi de 9.981 vagas. Ao todo, mais de 109,5 mil trabalhadores ingressaram no mercado, enquanto quase 100,2 foram desligados de seus postos no mesmo período.

O resultado no acumulado dos últimos 12 meses também é positivo. Ao todo, foram criadas 304.421 e encerradas 299.173 postos, o que resultou num saldo positivo de 5.248 empregos neste período.

Serra, a cidade que mais criou empregos

Em todos os meses deste ano, a Serra foi o município do Espírito Santo que mais admitiu trabalhadores. Os dados do mês de abril mostram que 4.853 foram admitidos na Serra. Em todo o Estado, o número de admissões é 26.460.

Além disso, em fevereiro, março e abril, o município também ficou na frente dos demais se analisado o saldo de empregos (contratações X demissões). Em abril, o saldo na Serra foi de 564 novos empregos. A nível estadual, o saldo no mês passado é de 2.765 novos empregos.

Neste ano de 2018, foram admitidas na cidade 19.679 pessoas. Já o saldo ficou em 2.332. Informações ES Hoje

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here