Ministério Público denuncia empresário que matou esposa após jogo

Justiça manda soltar empresário que matou esposa a facadas em SP após briga  por jogo de futebol | São Paulo | G1O Ministério Público de São Paulo denunciou o empresário Leonardo Ceschini, que confessou ter assassinado a companheira Érica Fernandes após a final da Libertadores disputada entre Palmeiras e Santos, em janeiro. Ele está solto.

O motivo do crime, registrado como homicídio qualificado, teria sido uma discussão por causa de futebol. A vítima era palmeirense e o homem, corintiano. Ela estava comemorando a vitória do time no torneio sul-americano e foi morta a facadas.

Ceschini chegou a ser preso em flagrante e confessou o crime. No entanto, a denúncia que deveria ter sido apresentada em cinco dias depois da conclusão do inquérito policial não aconteceu. Com isso, recebeu alvará de soltura após cumprir prisão preventiva.

A família e o Ministério Público desejam que o crime seja registrado como feminicídio, pois é um crime hediondo e mais grave, com punição maior. A denúncia sustenta que o crime foi praticado por motivo fútil e cruel.

Fonte: SBT
Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here