Moro faz ‘malabarismo’ em resposta e irrita William Waack

Em entrevista ao âncora William Waack, no Jornal da CNN nesta terça-feira (23), o ex-ministro da Justiça Sergio Moro fez divagações na resposta a uma determinada pergunta, intrigando até mesmo o entrevistador.

Ao ser questionado sobre o combate aos privilégios do Judiciário, Sergio Moro usou de evasivas, generalizou e falou sobre o funcionalismo público em tom de corporativismo.

– Dentro do governo, eu era favorável a uma reforma administrativa. Nós precisamos ter uma reforma administrativa que valorize o servidor. Nós precisamos, claro, diminuir custos desnecessários, mas não podemos tratar o servidor publico como vilão. O que precisamos, de fato, estabelecer é uma meritocracia dentro do serviço público. Um serviço público que pode ser reduzido, mas altamente profissional […] O servidor que trabalha enormemente é tratado da mesma forma que o servidor que se acomoda… – disse Moro.

No vídeo, é possível observar as expressões de perplexidade de William Waack com a falta de objetividade do ex-juiz.

– Eu não sei se quem nos assiste entendeu se, afinal de contas, o senhor lutaria contra determinados privilégios no funcionalismo público, mas deixo a seu critério se quiser prosseguir nessa linha – disse Waack.

– Minha vida, Waack, foi sempre lutando contra privilégios – respondeu Moro, citando a Operação Lava Jato.

Internautas fizeram comparações com a ex-presidente Dilma Rousseff e suas declarações rocambolescas e sem sentido, como a célebre frase: “Não acho que quem ganhar ou quem perder, nem quem ganhar nem perder, vai ganhar ou perder. Vai todo mundo perder”.

Fonte: Pleno News
Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here