O policial militar, flagrado se masturbando em frente a uma escola particular no bairro Jardim Camburi, em Vitória, foi afastado de suas funções pelo Comando Geral da Polícia Militar.

A Polícia lamentou que tal conduta tenha sido feita por um policial militar e determinou a abertura de um processo administrativo disciplinar a fim de julgar sua conduta. Ele também foi afastado de suas funções.

Ato sexual aconteceu dentro de um veículo, estacionado na praça do bairro (Foto: Divulgação WhatsApp)

O policial militar, flagrado se masturbando em frente a uma escola particular no bairro Jardim Camburi, em Vitória, foi afastado de suas funções pelo Comando Geral da Polícia Militar.

Na nota, a Polícia lamentou que tal conduta tenha sido feita por um policial militar e determinou a abertura de um processo administrativo disciplinar a fim de julgar sua conduta. Ele também foi afastado de suas funções.

Entenda o caso

O policial foi flagrado pela mãe de um estudante, de 15 anos, que foi abordada em frente a uma escola particular localizada em Jardim Camburi, Vitória, por volta das 12h20 de quinta-feira (17). Depois de abordar a mãe, o policial seguiu para um veículo, estacionado em frente à praça que fica localizada em frente à escola, e começou a se masturbar em plena via pública. Desconfiada, a mulher seguiu até o veículo e ficou surpresa com a atitude do abusador.

O caso causou revolta aos moradores do bairro Jardim Camburi, um dos mais populosos de Vitória. Na região onde aconteceu o ato libidinoso, está localizada a maior igreja católica do bairro e está a poucos metros de um posto da Guarda Municipal de Vitória.

A mulher até tentou acionar a polícia, mas, como a operadora de celular estava fora de operação, o caso só foi denunciado momentos depois. O policial acabou identificado pelas imagens registradas pela vítima.

Veja abaixo a nota da Polícia Militar

Lamentavelmente, vemos mais um caso repugnante de ato obsceno praticado em via pública, durante o dia, e nas proximidades de uma escola. O fato ocorrido nesta quinta-feira (17) em Jardim Camburi, Vitória, vai de encontro a todos os esforços da sociedade e das Instituições policiais, que diariamente combatem tais violações.

A Polícia Militar informa que recebeu, durante a madrugada desta sexta-feira (18), a notícia de que o autor do ato repulsivo seria um policial militar. Diante da gravidade das informações apresentadas, o Comando-Geral determinou, nesta manhã, a abertura de um processo administrativo disciplinar demissionário, a fim de julgar a conduta atribuída ao militar. A abertura do processo também estabelece o afastamento preventivo e imediato das funções públicas.

 As informações foram tiradas do site Tribuna Online.
Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here