Ônibus circulam normalmente na manhã desta terça-feira, diz sindicato

Procurado pela reportagem do Gazeta Online, o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Edson Bastos, afirma que 100% da frota dos coletivos está rodando, como determinou a Justiça

Bernardo Coutinho
Bernardo Coutinho
Bernardo Coutinho
Bernardo Coutinho
Bernardo Coutinho
Bernardo Coutinho

Os ônibus circulam normalmente na manhã desta terça-feira (19) na Grande Vitória. Procurado pela reportagem do Gazeta Online, o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Edson Bastos, afirma que 100% da frota dos coletivos está rodando, como determinou a Justiça. Os terminais contam com a presença de viaturas da Polícia Militar.

Segundo Bastos, o trabalhador pode sair de casa normalmente, porque os ônibus estão nas ruas. Ele disse, ainda, que nesta terça o sindicato irá entrar com um recurso contra a liminar que proíbe a greve. Em caso de descumprimento da decisão, o Sindirodoviários poderia ser multado em R$ 200 mil.

Em entrevista ao Bom Dia Espírito Santo, da TV Gazeta, Bastos explicou que se a Justiça aceitar o pedido de reconsideração da liminar, a greve começa e os ônibus param de rodar na Grande Vitória.

VILA VELHA

Os ônibus da Sanremo, que rodam em Vila Velha, também estão com a frota completa nas ruas. A informação é da assessora jurídica da empresa, Bianca Lorenzutti, que conversou com a equipe do Gazeta Online às 6h12 desta terça-feira.

Com informações de Laila Magesk

REUNIÃO SEM ACORDO

Não houve acordo durante a reunião de mediação entre sindicatos patronais e sindicato dos trabalhadores, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na noite desta segunda-feira (18), mas o presidente do Sindirodoviários, Edson Bastos, anunciou que 100% da frota irá circular nesta terça (19) como determinou a Justiça em liminar divulgada nesta segunda.

Bastos explicou que, como existe a liminar, o sindicato vai para as garagens orientar que todos os ônibus circulem normalmente nesta terça-feira (19). Dessa forma, a advogada que representa os trabalhadores irá recorrer da decisão.

“A liminar da Justiça é inconstitucional porque não se pode proibir o direito de greve. Dessa forma, o sindicato irá recorrer da decisão. Caso o Sindirodoviários consiga derrubar a liminar, a categoria irá se organizar para dar início à greve. Enquanto isso, a orientação do sindicato é que os motoristas obedeçam a decisão porque a multa é muito alta não só para o sindicato mas também para o trabalhador que descumprir a ordem”, disse Bastos.

Os trabalhadores pedem 5% de aumento real e outros benefícios, como reajuste do vale-refeição e a gratuidade do plano de saúde

JUSTIÇA DETERMINA FROTA INTEIRA NAS RUAS

A Justiça do Trabalho determinou que 100% da frota de ônibus rode nos próximos dias, mesmo com a categoria dos rodoviários tendo votado pela greve em assembleias realizadas nesta segunda-feira.

O pedido de que a frota rode foi feito pelos dois sindicatos patronais que representam as empresas de ônibus da Grande Vitória, GVBus e Setpes. Em caso de descumprimento da decisão, o Sindicato dos Rodoviários poderia ser multado em R$ 200 mil.

Segundo a decisão, a categoria deverá manter 100% da frota funcionando nos horários normais de zero hora desta terça-feira (19) até a zero hora do dia 26 de dezembro. Caso não haja acordo entre os trabalhadores e empresas até lá, os rodoviários ainda assim deverão garantir 90% da frota nos horários de pico e 70% nos demais horários.

A categoria fica, ainda, proibida pela Justiça de impedir o acesso dos funcionários às sedes das empresas e garagens, bloquear vias públicas e fazer piquetes.

GOVERNADOR FEZ APELO

O governador Paulo Hartung, por meio de nota, fez um apelo para que os rodoviários não façam greve. PH afirmou que admira a categoria e alerta que uma possível greve vai castigar a população, principalmente os comerciantes.

“Uma possível greve vai castigar a população, em especial os comerciantes, que já passam dificuldades por conta da crise socioeconômica que o país atravessa. O governador ressaltou que este é um período de recuperação do mercado no Espírito Santo, e também de intensa procura dos consumidores ao comércio em geral para as compras de final de ano”, afirmou a nota.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here