Ônibus sem trocador estão sendo impedidos de circular, afirma Semobi

O segundo dia da greve dos rodoviários na Grande Vitória começou um pouco mais tranquilo. Nesta terça-feira (13), os trabalhadores colocaram parte da frota nas ruas e quem depende do coletivo para se deslocar na Região Metropolitana da capital conseguiu embarcar em ônibus do Sistema Transcol bem cheios.

De acordo com a Secretaria Estadual de Mobilidade (Semobi), a operação dos veículos novos – com ar condicionado e sem trocador – ainda não começou porque estes ônibus estão sendo impedidos, por parte da categoria, de saírem das garagens para circular. O presidente do Sindirodoviários, José Carlos Sales, foi procurado, mas não comentou  a afirmação da Semobi.

Justiça trabalhista apresenta proposta

Após duas horas de negociações, a desembargadora Ana Paula Tauceda Branco apresentou uma proposta, elaborada em conjunto pelo TRT-ES e MPT-ES, para que o sistema de bilhetagem eletrônica seja implantando observando um projeto piloto, contemplando os seguintes itens:

Os cobradores atuarão durante 90 dias como orientadores, para auxiliar o cidadão que tenha dúvidas, bem como assistir deficientes físicos, idosos, gestantes e crianças;

Serão oportunizados, no mínimo, três cursos de qualificação para o aproveitamento dos cobradores, a fim de que possam ser efetivamente requalificados dentro das atividades do próprio sistema;

O sistema de bilhetagem eletrônica terá acompanhamento de uma comissão tripartite, formada por representantes do Governo do Estado, dos rodoviários e dos empregadores, que deverão se reunir mensalmente para a necessária avaliação e aperfeiçoamento do próprio sistema;

Reconhecimento do direito à garantia provisória no emprego de quatro anos;

As partes analisarão a conveniência de adoção de programa de dispensa voluntária para os cobradores interessados em não aderir à nova realidade.

A proposta será analisada pelas partes e pelo Estado e será levada pelos rodoviários à assembleia da categoria, nesta terça-feira (13), às 16h, na Praça Oito, em Vitória. Uma nova audiência de conciliação ficou designada para essa mesma data, às 17h, no Plenário do TRT-ES.

A presidente do Tribunal enfatizou a imposição de os trabalhadores cumprirem a decisão judicial do desembargador Gerson Fernando da Sylveira Novais, que determinou o funcionamento de 75% da frota de ônibus, sob pena de multa diária de R$ 100 mil

Fonte: ES HOJE

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here