Pai injetou o vírus HIV em bebê de apenas 11 meses

Brryan Jackson era apenas um bebê quando foi vítima do seu próprio pai, um técnico em hematologia que, enquanto se separava da mãe do garoto, tomou uma decisão inaceitável

Durante a internação do filho por causa de asma, o homem aproveitou um momento em que ficou sozinho com o garoto para injetar nele o vírus HIV

Por não ter usado o mesmo sangue que o do bebê, a reação foi imediata, mas os médicos acreditaram que eram efeitos da asma

Ainda sem saber o que havia ocorrido, a mãe de Brryan via o filho, então com 5 anos, sofrer com febre alta, fígado inchado e fungos debaixo das unhas. Foi durante uma internação em um hospital em St. Louis, nos EUA, que os exames sanguíneos mostraram o problema
O caso era tão grave que os médicos lhe deram apenas mais 5 meses de vida, mas o garoto resistiu e, hoje, com 25 anos, percorre os Estados Unidos como palestrante motivacional

Em uma entrevista ao programa de rádio “Outlook”, Brryan contou um pouco do seu drama: “Minha mãe tinha um filho de um relacionamento anterior quando conheceu meu pai e ambos decidiram ter uma nova criança. Mas quando ele voltou da Primeira Guerra do Golfo (em 1991, quando serviu como soldado), suas atitudes em relação a mim tinham mudado completamente. Ele começou a dizer que eu não era seu filho”

Na liderança da ONG Vivendo com Esperança, Brryan quer divulgar a doença e promover a solidariedade com os portadores do vírus

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here