“Papelão mundial”: imprensa argentina critica suspensão do clássico com Brasil

Imprensa argentina acusa Brasil de papelão mundial após ação da AnvisaA imprensa argentina criticou a suspensão do clássico contra o Brasil neste domingo (5), pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. O jornal “Olé” classificou a confusão no gramado da Neo Química Arena como um “papelão mundial”.

“Qual é o argumento que a organização de saúde tem contra os quatro jogadores argentinos que atuam na Premier League? Por que a ação ocorreu apenas quando o jogo foi iniciado? Impossível encontrar respostas lógicas”, publicou o jornal argentino.

A partida foi interrompida por agentes da Anvisa com menos de cinco minutos de jogo. Isso porque o goleiro Emiliano Martinez e o meia Emiliano Buendia, do Aston Villa, e o meia Giovani Lo Celso e o zagueiro Cristian Romero, do Tottenham, estiveram na Inglaterra e não cumpriram a quarentena de 14 dias, como manda o protocolo do Brasil.

Claudio Tapia, presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), disparou críticas ao comentar sobre o episódio. O dirigente alega que os argentinos cumpriram todos os protocolos. “Não se pode falar de nenhuma mentira aqui. Existe uma legislação sanitária que rege todos os torneios sul-americanos. As autoridades sanitárias de cada país aprovaram um protocolo que temos cumprido ao máximo”, afirmou.

O Clarín, também da Argentina, disse que a suspensão da partida foi um “papelão”. Em tom semelhante, o canal “TyC Sports” chamou o episódio de “escândalo mundial”.

Fonte: SBT

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here