Paulo Cupertino nega que tenha cometido crime: “nunca fugi”

Em sua chegada à delegacia nesta 2ª feira (16.mai) após ser detido pela polícia, o principal suspeito de assassinar o ator Rafael Miguel e os pais dele, Paulo Cupertino, negou que tenha praticado o crime e que ficou foragido da polícia desde junho de 2019. “Nunca fugi, amigão”, afirmou a um jornalista enquanto era conduzido por policiais, dentro de um elevador.

Ele fugiu logo após cometer os assassinatos e havia entrado na lista de criminosos mais procurados pelo polícia de São Paulo. Agentes o prenderam nesta 2ª, durante a Operação Sufoco, em um hotel na região de Interlagos, na zona sul da capital paulista, próximo de onde os homicídios foram praticados. Confrontando com declaração de um jornalista sobre sua filha lhe condenar pelo ocorrido, na delegacia, Cupertino falou: “A minha filha me condena? Vamos esperar a Justiça agora para saber a verdade. Olha a minha filha ontem e olha a minha filha hoje”.

Ele negou também que ela vivia aterrorizada por ele. De acordo com a polícia, a prisão do criminoso ocorreu após campana no hotel, ou seja, observação discreta nas imediações. Na palavra de um delegado, prendê-lo “era questão de honra e de tempo” para a Polícia Civil da capital paulista.

O trabalho de investigação para localizá-lo começou a partir de uma denúncia anônima. A campana durou dias. “Ele estava no hotel tentando se esconder da polícia”, afirmou outro delegado.

Fonte: SBT

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here