PGR pede arquivamento de citação de Hartung em delação da Lava Jato

A informação foi confirmada pela Procuradoria Geral da República (PGR), na manhã desta segunda-feira (7). Pedido foi enviado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Procuradoria Geral da República (PGR) disse, em nota, ao G1 que pediu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) o arquivamento do processo envolvendo o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB). A informação foi confirmada pela PGR na manhã desta segunda-feira (7).

O processo começou com o depoimento do ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura Benedicto Barbosa da Silva Júnior, que afirmou que Hartung teria recebido mais de R$ 1 milhão em propinas nos anos de 2010 e 2012, quantia para uso em campanhas eleitorais.

O STJ foi procurado pelo G1 e informou que o processo está sob sigilo, mas novas informações podem ser passadas a critério do gabinete onde ele tramita.

O advogado do governador Paulo Hartung, Rodrigo Rabello, disse que a procuradoria pediu o arquivamente porque entendeu não haver nenhuma conduta criminosa a ser apurada, nem prova das acusações feitas pelo ex-diretor da Odebrecht.

“Começa com a delação do ex executivo da Odrebrecht, Benedicto Júnior, que fez uma delação extensa, citando vários políticos. Por isso, o ministro Fachin homologou e encaminhou essa petição à PGR. Em relação à Paulo Hartung, temos sustentado desde o início que essas acusaçãos não ficam de pé, não têm o menor sentido”, explicou Rabello.

Segundo o advogado, em julho, a PGR havia intimado Hartung para prestar esclarecimentos sobre as denúncias. “Eu e o outro advogado, Rodrigo Lisboa, apresentamos uma peça com a defesa do governador. A PGR muito acertadamente pediu o arquivamento. Não há nada de se apurar legalmente. Agora, o STJ sorteará um relator para apreciar o pedido da PGR. Temos a convicção de que o pedido será aceito, porque foi feito por quem tem a titularidade legal para isso”, completou.

Rabello explicou que a defesa ainda não teve acesso ao pedido de arquivamento da PGR, mas está buscando o documento junto ao órgão.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here