PM mata pai de família em Ecoporanga, após discussão e tentar entrar armado em festa

Jovem que morreu após pedir para policial não entrar armado na festa, em Ecoporanga, deixou três filhas pequenas.

As imagens foram cedidas pelo site Agita Eco.

Tristeza:Mais um assassinato é praticado por policial militar usando arma fora do período de trabalho. Desta vez o crime aconteceu em Ecoporanga, no Noroeste do Espírito Santo, onde o policial militar Olinto Marcial Jardim Júnior, lotado no 7º BPM de Cariacica, matou a queima-roupa o cidadão Romário Costa Ramos, 30 anos.

O assassinato ocorreu por volta de 01h30m, e segundo informações, o soldado teve um desentendimento com uma pessoa dentro do banheiro de uma festa que estava sendo realizada em um cerimonial local e foi até seu carro pegar a arma, mas foi barrado na portaria pela vítima, que o pediu para não entrar armado.

Romário disse ao policial que era para evitar acidente, mas o soldado não lhe deu ouvidos e ainda o atingiu com um disparo fatal na barriga. A vítima foi socorrida ao Hospital de Barra de São Francisco, onde se submeteu a atendimento médico, mas não resistiu e morreu. O policial assassino em seguida evadiu-se do local.

De acordo cpm o site Agita Eco, Romário foi socorrido por amigos e levado para o hospital Fumatre, em seguida encaminhado para o hospital Alceu Melgaço Filho, em Barra de São Francisco, mas infelizmente não resistiu e veio a falecer. Romário deixa, irmãos, esposa e três filhas.

Segundo levantamentos, familiares do policial assassino residem no Distrito de Prata dos Baianos e que Olinto sempre os visitam. Ele continua foragido, mas já informou aos familiares que se apresentará com advogado para esclarecimentos. Policiais civis e militares estão no seu encalço tentando sua prisão em flagrante.

Com informações Colatina News.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here