Polícia Civil realiza mais de 240 prisões em operação de combate à violência contra a mulher

Seis homens foram presos durante a 6ª fase da Operação Maria’s, realizada pela Divisão Especializada de Atendimento à Mulher, nos municípios de Guarapari, Serra, Viana e Vila Velha. Mais de 240 prisões foram realizadas durante todas as fases da Operação Maria’s no Espírito Santo. A operação é uma das ações da Polícia Civil na campanha da ONU de 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres.

De acordo com a Polícia Civil, todos os detidos tinham mandados de prisão em aberto. Cinco foram expedidos por violência doméstica e um suspeito tinha mandado de prisão em aberto pelo crime de estupro. Uma espingarda de fabricação artesanal calibre.22 também foi apreendida durante a ação da polícia.

A titular da Div-Deam, delegada Claudia Dematté, destacou que é preciso que a sociedade entenda que o combate à violência contra a mulher não é uma luta só das mulheres, mas da sociedade como um todo. “Precisamos desconstruir esses valores machistas ainda existentes na sociedade, que levam homens a praticarem atos absurdos, inaceitáveis, de violência contra mulher” disse Claudia Dematté.

A autoridade policial orientou que as mulheres que forem vítimas de violência doméstica e familiar que não se calem, mas que denunciem desde a primeira violência sofrida. “Assim, toda a rede de proteção e atendimento à mulher vai poder agir e evitar que crimes mais graves ocorram. Violência jamais será demonstração de amor. Quem ama não xinga, não humilha, não subjuga, não agride, não mata. Quem ama tem carinho, respeito, companheirismo, reciprocidade e amor”, afirmou Claudia Dematté.

Essa 6ª fase é uma das ações da Divisão Especializada de Atendimento à Mulher na campanha anual da Organizações das Nações Unidas (ONU) de 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres, que começa no dia 25 de novembro, Dia Internacional pela Não Violência Contra a Mulher, e vai até o próximo dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. No Brasil, a campanha ganhou cinco dias extras e começou no Dia Nacional da Consciência Negra, 20 de novembro.

Fonte: Folha Vitória

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here