Polícia prende homem suspeito de tentar matar casal na Serra

Um homem de 25 anos, suspeito de ser autor de uma tentativa de homicídio ocorrido contra um casal, no bairro Vila Nova de Colares, na Serra, foi preso por equipes do Departamento Especializado de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Divisão de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM).

A tentativa de homicídio aconteceu no último dia 25 de abril, no mesmo bairro em que o homem foi preso. Durante a ação, uma mulher de 22 anos também acabou presa.

A operação contou com o apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) e do Serviço de Inteligência e Planejamento (Siplan).

“Realizamos o cumprimento de mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça. Nossas investigações apontam que a motivação do crime estaria relacionada ao tráfico de drogas na região”, contou a delegada responsável pela Divisão de Homicídios e Proteção à Mulher, delegada Fernanda Diniz.

Durante a operação, os policiais foram até a residência do homem e efetuaram a prisão dele. No local, foram apreendidos R$ 885,00 em espécie, 39 pedras de crack, uma bucha de maconha, 102 pinos de cocaína, um pote de comprimidos contendo cafeína pura, duas balanças de precisão, duas sacolas contendo pinos vazios, um objeto utilizado para triturar maconha, três munições calibre 32 e três munições calibre 380, além de uma submetralhadora de fabricação caseira com carregador vazio.

Ainda durante a ação, a equipe de policiais civis foram até outra residência do bairro Vila Nova de Colares, onde deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva pelo crime de tráfico de drogas contra uma mulher de 22 anos.

Ambos foram encaminhados ao Departamento Especializado de Homicídio e Proteção à Pessoa, onde, além do cumprimento do mandado, o indivíduo foi autuado em flagrante delito pelos crimes de tráfico de drogas e de posse ilegal de arma de fogo, sendo encaminhado ao Centro de Triagem de Viana (CTV).

Já contra a mulher, foi cumprido o mandado e ela foi encaminhada ao Centro Prisional Feminino de Cariacica, permanecendo à disposição da Justiça.

Fonte: Folha Vitória

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here