Polícia prende suspeitos de tentar matar feirante em Cariacica

Após uma investigação da Polícia Civil, três integrantes de uma organização criminosa do Bairro São João Batista, em Cariacica, foram presos nesta terça-feira (4). Os bandidos são acusados de tentar matar um feirante, 20 anos, por não aceitarem que ele saísse do tráfico de drogas da região.

De acordo com o titular da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cariacica, Eduardo Kahddour, a tentativa de homicídio contra o feirante aconteceu no dia 7 de abril, enquanto ele trabalhava. A vítima foi atingida por três tiros, sendo um deles na cabeça, porém foi socorrida e sobreviveu.

VÍDEO

Enquanto a vítima se recuperava, a Polícia Civil iniciou as investigações e chegou até aos criminosos, que foram identificados como Weverton Lucas Martins da Silva, vulgo “Luquinhas”, de 25 anos, Carlos Eduardo da Conceição Batista, vulgo “Poroca”, de 21 anos, e Gustavo Gomes, de 22 anos. Também participou do crime o jovem Cleidimar das Neves Porfírio, de 20 anos, que está foragido da polícia.

Cleidimar Neves Porfírio está foragido
Cleidimar Neves Porfírio está foragido
Foto: Divulgação | Polícia Civil

HISTÓRICO DE CRIMES 

Kahddour contou que a organização criminosa é responsável por diversos crimes na região, inclusive aterrorizando moradores. Eduardo ainda disse que eles fazem a própria lei e não aceitaram quando a vítima decidiu abandonar o crime, e seguir trabalhando como feirante. Na época, o jovem chegou a mudar de bairro, mas acabou sendo encontrado pelos criminosos.

APREENSÃO DE ARMA

A polícia encontrou uma pistola CZ - calibre 380, fabricada na República Tcheca -  com onze munições, que estava na casa de Ewerton
A polícia encontrou uma pistola CZ – calibre 380, fabricada na República Tcheca – com onze munições, que estava na casa de Ewerton
Foto: Divulgação | Polícia Civil

Durante a operação, a polícia encontrou uma pistola CZ – calibre 380, fabricada na República Tcheca –  com onze munições, que estava na casa de Ewerton. O delegado contou que não é comum encontrar o modelo da arma no Estado, ainda mais que se trata de uma arma acoplada com mira laser, que ajuda na precisão dos disparos. O acusado disse à polícia que comprou a arma em Santa Teresa, por R$ 3 mil, porém o delegado explicou que a procedência da pistola ainda vai ser investigada.

O trio foi autuado por tentativa de homicídio. Além do crime de tentativa de homicídio, Ewerton vai responder também por posse ilegal de arma.

Fonte: NA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here