Primeira semana de volta às aulas tem salas vazias na maior parte das escolas públicas do ES

A primeira semana do retorno das aulas presenciais nas escolas da rede pública, no Espírito Santo, foi de salas vazias na maior parte das unidades de ensino. Por causa de dois feriados, foram só três dias de aula. A expectativa, no entanto, é de que mais alunos voltem às salas de aula a partir da semana que vem.

A explicação para a baixa presença dos estudantes nas escolas é que a primeira semana do retorno foi atípica, por vários motivos. Um deles, foi pelo próprio fato de terem dois feriados — Dia de Nossa Senhora Aparecida, na segunda-feira (12), e Dia dos Professores, na quinta (15). Além disso, pais e alunos precisavam de mais tempo pra se reorganizar.

De acordo com a subsecretária de Educação Básica e Profissional da Secretaria de Estado da Educação (Sedu), Andrea Guzzo, o baixo número de alunos foi realidade em todo o ensino médio da rede estadual nesta primeira semana. “Era esperado que a primeira semana fosse mais lenta mesmo, muito porque as famílias precisam se reorganizar, os próprios estudantes também. É lógico que os dois feriados também influenciaram”, destacou.

Para a retomada das atividades presenciais, diversas medidas foram adotadas em todas as escolas da rede pública, em obediência ao protocolo estabelecido pelo governo do Estado — assim como já havia sido observado na rede particular, cujo retorno ocorreu no último dia 5. Uma delas foi a limitação da quantidade de alunos em cada sala e o distanciamento entre os presentes.

Além disso, na entrada das unidades a medição de temperatura é obrigatória, assim como a lavagem das mãos. Totens de álcool em gel também precisam estar disponibilizados em diversos pontos.

Segundo Andrea Guzzo, o balanço do retorno foi considerado positivo e não foram registradas intercorrências com alunos e professores, no que se refere ao desrespeito às medidas de prevenção contra o coronavírus.

“A gente precisava entender um pouco, ensaiar esse retorno de forma que a gente pudesse visualizar como iria ser. E uma surpresa interessante é que os próprios alunos já voltaram muito conscientes do papel de cada um deles nesse processo”, frisou Glauber Silveira, diretor da escola estadual Renato Pacheco, em Jardim Cambri, Vitória.

Dos 600 estudantes do turno vespertino na escola, apenas 80 estiveram nas salas de aula. No matutino, 100 dos 600 compareceram às unidades. Em uma das salas, a reportagem da TV Vitória/Record TV encontrou apenas dois estudantes. Para a direção, a adesão deve ser maior na semana que vem.

“Tivemos um retorno razoável, considerando ser uma semana atípica, e estamos aguardando que na próxima semana, a partir do dia 19, esse número aumente muito. Até mesmo porque já está tendo uma grande procura, os próprios alunos estão motivando os que estão em casa”, afirmou Silveira.

Fonte: Folha Vitória

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here