Professora é agredida com mata-leão e tem carro roubado na Praia de Itaparica, em Vila Velha

Uma professora foi agredida com o golpe conhecido como mata-leão durante um assalto no bairro Praia de Itaparica, em Vila Velha, e teve o carro levado pelos suspeitos. A vítima ficou com marcas nos braços e no joelho.

O crime aconteceu na tarde desta segunda-feira (03), por volta das 15h. Sem mostrar o rosto, a mulher conversou com a equipe de reportagem da TV Vitória/ Record TV e contou os detalhes do roubo violento.

A vítima estacionou o carro próximo a um pet shop e foi ao estabelecimento comprar ração para seu animal de estimação. Segundo ela, quando parou o veículo, viu os dois suspeitos no final da rua, mas não desconfiou.

Depois de fazer as compras, quando ia entrar no veículo para ir embora, ela foi abordada pelos dois bandidos que anunciaram o assalto de forma agressiva.

“Um cara já me abordou por trás, com o braço no meu pescoço, apertando meu pescoço falando que só queria a chave do carro e que era para eu não reagir. Eu comecei a gritar na hora que estava sendo assaltada. E ele apertou mais ainda o meu pescoço. E eu não conseguia mais falar”, relatou a vítima.

Ainda segundo a professora, enquanto a agredia, um dos suspeitos deixou uma arma cair no chão.

“Ele me jogou no chão e, nessa hora, que ele me jogou e caiu junto comigo, caiu uma arma. Quando ele conseguiu pegar a chave, porque eu já estava dominada, ele deu para o parceiro dele que já estava do lado do banco do motorista e os dois entraram no carro e foram embora. Eu fiquei na calçada sem reação”, desabafou.

Segundo a vítima, o sentimento é de revolta pela situação que viveu e por sentir que a mulher é sempre alvo dos criminosos.

“Fica a revolta também da agressividade, sentimento de impotência, de não poder fazer nada. A pessoa te abordar no meio da tarde, porque não era de madrugada, não era no meio da noite, era de tarde, às 15h. Você não imagina que isso vai acontecer com você. Eu estava indo comprar ração de cachorro. A gente não tem liberdade, principalmente, mulheres que são muito visadas para esse tipo de assalto. Quando eu estava na delegacia, apareceram mais duas dizendo que tinham sido assaltadas na mesma região, mais ou menos no mesmo horário”, contou ela.

A mulher registrou um boletim de ocorrência na delegacia de Vila Velha. Segundo a polícia, o carro ainda não foi recuperado e nenhum suspeito foi detido.

Fonte: Folha Vitória

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here