Projetos ligados à produção de frutas recebem mais de R$ 4 milhões do Bandes

O investimento em fruticultura tem se mostrado uma boa alternativa para o produtor rural capixaba que deseja diversificar a produção e aumentar a rentabilidade de sua propriedade. A atividade, no primeiro semestre deste ano, foi responsável pela aprovação de R$ 4,2 milhões em projetos de financiamento pelo Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes).

O valor aprovado em 2017 é pouco superior (5%) ao mesmo período de 2016, mas é um salto relacionado a 2015 quando foram aprovados R$ 2,3 milhões para a atividade. Nos projetos de financiamento ligados à fruticultura, os destaques vão para os cultivos de mamão, banana e coco, que somados representam cerca de 80% da demanda dos últimos três anos atendidas pelo Bandes para o setor.

“A decisão do produtor de investir na fruticultura é uma estratégia para não ficar à deriva dos preços de apenas uma cultura, proporcionam a diversificação agrícola e aumento de renda para as famílias rurais”, destaca Everaldo Colodetti, diretor de Crédito e Fomento do banco capixaba.

Ao longo dos últimos anos, o Bandes tem participado da estruturação dos polos de fruticultura capixaba, junto com outras instituições do Governo do Estado, como o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e a Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag). O Espirito Santo possui quatorze polos de frutas em todo o estado, que desenvolvem o plantio de abacaxi, acerola, banana, cacau, caju, coco, goiaba, laranja, mamão, manga, maracujá, morango, tangerina e uva.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here