Quatro corpos de vítimas da BR 101 são liberados e 11 precisam de DNA

A previsão é de que laudo com o resultado do exame fique pronto num prazo entre 10 e 30 dias

Imagens mostram estragos do grave acidente na BR 101

Quatro corpos de vítimas do grave acidente que deixou 22 mortos e 21 feridos nesta quarta-feira (22), no km 343 da BR-101, em Guarapari, foram liberados até a manhã desta sexta-feira (23), segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). A previsão é que outros dois sejam liberados ainda pela manhã.

No acidente, uma carreta invadiu a contramão, atingiu um ônibus e duas ambulâncias. A carreta transportava uma rocha de 41 toneladas. O limite máximo permitido na rodovia é de 30 toneladas.

A Sesp informou que já foram coletadas as digitais de 10 vítimas, sendo que três têm identificação no Espírito Santo. Os outros 11 precisarão ser identificados por exame de DNA, segundo a Sesp.

A previsão é que o laudo com o resultado fique pronto num prazo entre 10 e 30 dias, se o material coletado estiver em condições.

Vítimas aguardam identificação no Departamento Médico Legal de Vitória

As causas do acidentes ainda estão sendo investigadas, mas a PRF já identificou que a carreta circulava em más condições. “Nossa perícia identificou problemas no sistema de freio, pneus sem condições para rodagem e veículo com excesso de peso”, disse Lyra.

Embora o veículo estivesse rodando com excesso de peso, o superintendente da PRF disse que não é possível afirmar se ele teria passado por trechos onde deveria ter feito a pesagem.

Vítimas

– Pelo menos 13 mortos e 19 feridos estavam no ônibus.

– Na ambulância de Jerônimo Monteiro, o motorista morreu. Os outros 5 passageiros tiveram ferimentos leves e não entram na lista de feridos da Sesp porque não precisaram ir para o hospital.

– 3 feridos estavam na ambulância de Alfredo Chaves.

– O motorista do caminhão morreu.

– Há mais 6 mortos que ainda não se sabe em qual veículo estavam.

– 1 ferido grave morreu no Hospital Jayme Santos Neves

Perícia

O Corpo de Bombeiros fez a perícia do local do acidente e deve divulgar um laudo em 30 dias. A Polícia Civil também periciou o local e fará outro laudo. As investigações do acidente ficam com a Delegacia de Infrações Penais e Outras (Dipo) de Guarapari.

Fonte:Gazeta Online

 

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here