Rapaz morto por febre amarela tomou vacina em 2013, e agora?

Segundo ela, Marcelo Pêgo teria sido vítima de uma falha vacinal, um fenômeno raro

 A secretaria estadual de Saúde confirmou, na última terça-feira, que a causa da morte do adolescente Marcelo Pêgo, morador de Teresópolis, foi por febre amarela. A contadora Ana Paula Pêgo, mãe de Marcelinho, como ele era chamado, afirma que o filho tomou a vacina em 2013, e que mesmo assim não conseguiu criar anticorpos contra o vírus. Para Ana Paula, ele foi vítima de falha vacinal, um fenômeno raro, mas que pode acontecer em qualquer tipo de vacinação.

 

 

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here