Será que você consegue acertar que criatura misteriosa é essa na imagem?

Você já tem algum palpite sobre o que, afinal, é a “coisa” que aparece na imagem? Antes de revelarmos que criatura misteriosa é essa, deixe a gente contar como o registro foi capturado. De acordo com Rafi Letzter, do site Live Science, a cena foi compartilhada no Twitter no início do mês por um cara chamado Ben Inglis — que cuida do centro de ressonância magnética Berkeley Imaging Center da Universidade da Califórnia, nos EUA. Bem, essa é a primeira pista!

Esse cara, como você pode imaginar, vê todo tipo de coisa curiosa no dia a dia — e de vez em quando posta em um blog imagens de cérebros “interessantes” com os quais ele se depara, como o de golfinhos, baleias e cães treinados para pesquisas. Eis outra pista: a imagem foi capturada durante um exame de ressonância magnética e provavelmente mostra um animal!
Como funciona?

Já que estamos no assunto das ressonâncias magnéticas, você sabe como esses exames funcionam? Segundo Rafi, o equipamento usado para a captura de imagens é, na verdade, um enorme e poderoso eletroímã e emissor de sinais de rádio.

Quando um corpo composto por matéria orgânica — como é o caso do dos humanos e dos animais — é colocado no interior do tubo que se encontra no centro da máquina, o eletroímã, juntamente com os sinais de rádio, altera a forma como as moléculas de água presentes no organismo interagem com os campos magnéticos, fazendo com que as moléculas comecem a se mover em círculos.

Essa ação, por sua vez, faz com que os prótons de hidrogênio que se encontram no interior das moléculas de água presentes no corpo passem a se comportar como pequenos ímãs — que reagem à passagem do enorme eletroímã da máquina. Então, conforme o exame acontece, esses bilhões de ímãzinhos deformam os campos magnéticos de forma que o equipamento possa detectar o que está acontecendo.

Com isso, o equipamento captura imagens em “fatias” do organismo examinado — que permitem que os especialistas possam ter uma visão muito detalhada de tecidos e órgãos. E o legal é que como as estruturas têm diferentes densidades, pesquisadores e médicos podem identificar o que é o que nas imagens. Além disso, se necessário, os especialistas podem, ainda, “costurar” as fatias e criar animações a partir das “fatias” capturadas. Veja a que foi criada por Ben a seguir (e que mostra a mesma criatura misteriosa):

Mas, e aí, que criatura é essa, afinal?

Na imagem, é possível identificar (segundo Ben, evidentemente!) as cavidades nasais, um cérebro relativamente volumoso e um focinho… Você já tem um palpite? Entre os que circularam pelo Twitter estão os de que o exame mostra um peixe-palhaço (embora eles não tenham focinho), o rosto do Primeiro-Ministro espanhol, Mariano Rajoy, e até um Porg, personagem que vai aparecer na próxima edição do filme “Star Wars”.

No entanto, de acordo com Ben, o exame foi conduzido em leão-marinho-da-califórnia (Zalophus californianus) que, infelizmente, teve que ser sacrificado depois de contrair leptospirose. E aí, você chegou perto de acertar a identidade da criatura?

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here