Sergio Vidigal (PDT) é eleito prefeito de Serra, ES

Sérgio Vidigal, do PDT, foi eleito, neste domingo (29), prefeito da Serra para os próximos quatro anos. Ao final da apuração, ele teve 54,90% dos votos (111.920). Ele terá como vice Thiago Carreiro, também do PDT.

Vidigal derrotou Fabio, do Rede, que teve 45,10% (91.931 votos). A eleição na Serra teve 31,90% de abstenção, 3,64% votos brancos e 5,01% votos nulos.

Após o resultado, Sérgio Vidigal comemorou a vitória ao lado de apoiadores. Ele, que já foi prefeito outros três mandatos, disse que vai implantar um modelo diferente de gestão no município.

“Primeiro, quero agradecer a Deus, à população serrana, que está me dando uma oportunidade de fazer um novo modelo de gestão, uma ruptura com aquilo que está no passado. Eu estou voltando não é para fazer aquilo que eu fiz, é para fazer um modelo diferente de gestão. Queremos fazer um governo conectado com a sociedade, que dê um salto para o futuro, em que a população possa participar ativamente de uma gestão. Precisamos investir no empreendedorismo, evidentemente, gerar mais contrato de emprego e renda. O que mais quero nesse momento é unir a cidade”, disse.

Histórico

 

Sergio Vidigal tem 63 anos, é casado, tem superior completo. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 571.482,76. O vice é Thiago Carreiro, do PDT, que tem 32 anos.

Vidigal é médico psiquiatra e atualmente é deputado federal, mas acumula uma longa trajetória política. Elegeu-se pela primeira vez a um cargo eletivo em 1988 como vereador da Serra e também já foi deputado estadual.

Em 1996, foi eleito prefeito da Serra pela primeira vez, tendo sido reeleito por mais duas vezes nas eleições de 2000 e de 2008. Em 2014 foi eleito deputado federal e repetiu o feito nas eleições de 2018.

Plano de governo

 

Segundo o plano, a administração municipal será organizada em programas estruturantes reunidos a partir de cinco eixos prioritários: “Gestão Pública e Transparência”, “Desenvolvimento Humano e Qualidade de Vida”, “Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente”, “Desenvolvimento Econômico Sustentável” e “Integração Metropolitana”.

Fonte:G1ES.

 

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here