Suspeito de ser o líder do tráfico de drogas é preso

“Quando descobrimos a localização dele, acionamos a Polícia Militar e orientamos o processo de prisão. Durante a abordagem, ele tentou fugir, chegando a pular o muro de uma residência”

foto: C.DR

A equipe da Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de São Mateus, com apoio de policiais militares do município, prendeu cinco suspeitos de uma organização criminosa suspeita de cometer tráfico de drogas e vários homicídios na região. Entre os detidos está W.P.R., de 25 anos, apontado como o líder da organização. Durante a operação também foram apreendidas três armas, 34 munições e drogas.

A prisão de W.P.R. foi efetuada no último domingo (06), no bairro Santa Tereza, no município.  De acordo com o delegado responsável pela DCCV, José Eustáquio, W.P.R. estava foragido desde o ano passado. “Além de liderar a organização, ele também é apontado como autor de diversos homicídios na região”, afirmou.

O delegado contou que os policiais já estavam monitorando o suspeito havia algum tempo. “Quando descobrimos a localização dele, acionamos a Polícia Militar e orientamos o processo de prisão. Durante a abordagem, ele tentou fugir, chegando a pular o muro de uma residência. Enquanto o suspeito era detido, nós cumpríamos um mandado de busca e apreensão na casa dele, onde encontramos diversos itens, como armas e munições”, explicou o titular da DCCV.

Durante a operação foram apreendidos uma espingarda; um revólver calibre .32 e sete munições do mesmo calibre; uma pistola 9mm com numeração raspada e 26 munições de mesmo calibre; uma munição de calibre .380; sete celulares, R$ 991,00 em espécie, duas buchas, um cigarro e uma planta de maconha, uma balança de precisão, uma capa de colete, dois coldres, um par de coturno, um cinto balístico e uma faca.

O delegado também contou que W.P.R. confessou a propriedade de parte do material apreendido e informou que a outra parte pertencia a W.S.M., de 27 anos. “Além de não ter negado os homicídios que lhes são atribuídos, ele ainda disse que iria matar familiares de quem o entregou. As nossas investigações demonstram que a casa do outro suspeito era utilizada para reuniões da organização e para armazenamento do material apreendido”, contou o delegado.

W.P.R. foi encaminhado ao Centro de Triagem de Viana (CTV), R.A.P., de 23 anos, e W.S.M. foram enviados ao Centro de Detenção Provisória de São Mateus (CDPSM).  R.L.C., de 23 anos, e M.P.L., de 24 anos, foram liberados após prestarem depoimento.

 

As informações foram tiradas do site Correio9.

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here