Taxa de transmissão do coronavírus no Brasil é a menor desde o início da pandemia

vacina-covid

Um levantamento do Imperial College de Londres mostra que a taxa de transmissão (RT) do coronavírus no Brasil atingiu o menor patamar desde abril de 2020, quando o índice começou a ser medido. Segundo dados atualizados nessa segunda-feira (11), a taxa está em 0,60, superando o recorde anterior de 0,68 no início de novembro do ano passado. O resultado mostra a diminuição no ritmo de contágio no país.

A menor taxa este ano até então tinha sido registrada em 13 de setembro, quando o Brasil chegou a 0,81. Duas semanas depois, em 27 de setembro, o país tinha registrado um aumento e chegou a 1,04. Os novos resultados mostram um recuo no ritmo de contágio no Brasil, já que significa que cada 100 pessoas infectadas transmitem o coronavírus para outras 60. De acordo com a instituição britânica, a margem de erro varia de 0,24 a 0,79.

Antes, o número mais baixo de toda a pandemia havia sido registrado em novembro do ano passado, no entanto, a medição pode ter sido comprometida por um apagão de dados no Ministério da Saúde – utilizados pelo Imperial College de Londres. Na época, a pasta da Saúde atrasou na atualização de casos e mortes por coronavírus devido a um problema no sistema que impediu estados e municípios de adicionarem essas informações.

Maior taxa registrada
Em contrapartida, a maior taxa de transmissão já registrada pela instituição no Brasil foi de 1,23. O número foi constatado na semana de 15 a 22 de março deste ano, durante a segunda onda da Covid-19. O ideal é que o índice fique abaixo de 1, do contrário, significa que cada infectado transmite a doença para mais de uma pessoa e consequentemente a doença está avançando no país.

Índices em BH
Belo Horizonte adota os mesmos padrões internacionais. O indicador é representado pela cor verde quando o RT está abaixo de 1; em amarelo quando o índice está acima de 1; e em vermelho quando está maior do que 1,2. A capital mineira também atingiu a maior taxa de transmissão do coronavírus durante a segunda onda da doença no país. No dia 15 de março, o boletim epidemiológico da prefeitura registrou um ritmo de contágio de 1,28.

A menor taxa de transmissão ainda é do ano passado. Em 10 de agosto de 2020, a capital chegou a um RT de 0,85. O número quase foi superado no início de setembro deste ano, quando o índice chegou a 0,86. Atualmente, este mesmo indicador está em 0,91, ainda na fase de controle.

Fonte: BHAZ

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here