Tenente Lee diz que PM zerou crimes na colheita da aroeira

Os meses de abril e maio são de colheita da aroeira, conhecida como pimenta-rosa, em São Mateus. Neste período, acontece também o comércio do produto, com a circulação de compradores e vendedores, geralmente carregando montantes de dinheiro. Com isso, a apreensão de produtores, compradores e da própria população rural aumenta com a possibilidade de serem alvos de ações criminosas.

Para prevenir e reprimir esses ataques na zona rural, a Polícia Militar, por meio da 4ª Companhia de Guriri, montou uma operação que constituiu em cercos táticos, visitas tranquilizadoras, inclusive nos finais de semana, além de monitoramento da circulação de pessoas no Distrito de Nativo de Barra Nova. De acordo com o comandante da 4ª Companhia, tenente Lee, o resultado foi satisfatório e não foi registrado nenhum ataque criminoso durante a safra da especiaria.

“A colheita da aroeira é um ponto muito crítico porque gira muito capital que pode ser alvo de roubo, ataque de criminosos. Causa tensão de quem está comercializando e da comunidade local, no sentido de aumentar a criminalidade. Começamos com as operações de acompanhamento diário com visitas tranquilizadoras, cerco tático, nesses locais, como forma de evitar que ocorressem crimes. A gente está realmente fazendo o nosso trabalho de acordo com as necessidades da nossa comunidade” – ressaltou o comandante.

Ele frisou ainda que a Patrulha Rural da Polícia Militar mantém as rondas periódicas nas comunidades da área de abrangência. Conforme Lee, a operação atende às reivindicações da comunidade por meio do programa Rede Comunitária de Segurança implementada pelo Batalhão de São Mateus. O tenente destacou também que o programa atende aos pedidos da comunidade para cada momento.

NATIVA

Presidente da Associação de Produtores de Aroeira do Espírito Santo (Nativa), Reginaldo Castro da Silva, avalia como fundamental a ação da Polícia Militar. “A segurança é muito importante para o produtor que trabalhou o ano inteiro e ter como vender o seu produto sem dor de cabeça. Eles estão dando o maior apoio para nós” – afirmou.

Fonte: TConline

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here