Vereador de Fortaleza é expulso do PT por atropelar amante

O vereador Ronivaldo Maia, acusado de tentativa de feminicídio por atropelar sua amante em novembro de 2021, foi expulso do Partido dos Trabalhadores (PT) do Ceará nesta quinta-feira (23). Ronivaldo atua em Fortaleza. A informação é do G1.

Ao todo, 53 membros do PT participaram da votação. Desses, 27 votaram pela expulsão, enquanto outros 26 votos foram pela suspensão do parlamentar. O pleito chegou a ficar empatado em 26 a 26, mas o presidente do partido no Ceará, Antônio Filho, deu o voto de Minerva.

– Por 27 a 26, o diretório decidiu pela expulsão do vereador. Houve um empate e meu voto desempatou. O diretório acolheu o parecer e o mesmo está em segredo de Justiça, mas a decisão foi pela expulsão – disse Antônio Filho.

Preso em novembro de 2021 por tentativa de feminicídio, Ronivaldo está solto desde fevereiro, quando foi beneficiado por um habeas corpus. Agora, ele tem dez dias para recorrer da expulsão ao diretório nacional do partido.

RELEMBRE O CASO
Conforme o documento apresentado pelo Ministério Público do Ceará (MPCE) em dezembro de 2021, Ronivaldo discutia com a mulher com quem ele mantinha um relacionamento extraconjugal por cerca de dez anos. Ela desceu do carro e puxou o limpador do para-brisa do carro, quando o vereador acelerou.

Após o bate-boca e o atropelamento, a mulher foi socorrida por familiares. Já o vereador foi localizado, por policiais em um posto de combustível ainda no Conjunto Ceará, onde foi preso.

Ronivaldo Maia foi conduzido para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza. A equipe de policiais civis foi ao hospital para onde a mulher foi levada e realizou investigações para identificar testemunhas do fato.

Maia foi denunciado por feminicídio, cometido no âmbito de violência doméstica contra mulher, por motivo fútil e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima.

Fonte: Pleno News

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here