Vidigal cobra ações de combate à exploração sexual de menores

Em audiência pública sobre a exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias, o deputado federal Sérgio Vidigal (PDT-ES) cobrou dos representantes do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), ações de combate a esse tipo de crime.

A “Exploração sexual de menores nas rodovias” foi tema de uma audiência pública na Comissão de Viação e Transportes (CVT) da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (28).

Ainda Sérgio Vidigal lembrou que é importante a integração entre a PRF e o Ministério para o combate à exploração sexual.

“Temos que partir para ações pois sabemos muito bem o que leva as crianças e adolescentes a serem explorados sexualmente em rodovia ou em qualquer outro local tem uma série de consequências. Nós precisamos de políticas pública, principalmente, na área social. Para isso, precisamos medidas por parte do Governo Federal, estaduais e municipais”, comentou Vidigal.

PRF

O deputado questionou o Presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos da Polícia Rodoviária Federal, Igor de Carvalho Ramos, sobre as ações desta com relação ao combate a esse tipo de crime em âmbito estadual.

O pedetista também perguntou sobre o impacto do decreto que flexibiliza a posse e o porte de armas, se de alguma forma vai interferir na exploração de menores.

Igor de Carvalho Ramos respondeu que a Polícia Rodovia Federal auxilia os estados e municípios nessas questões. E que existe hoje um alinhamento um alinhamento entre a PRF e o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, que é relacionado a um acordo cooperação técnica.

Segundo ele, justamente para unir essas expertises para o enfrentamento da política pública, e quantos mais atores participarem desse enfrentamento, maiores serão os resultados.

“É muito importante que estejamos, enquanto instituições públicas, trabalhando articuladamente, fortalecendo laços através de acordo de cooperação técnica para os vários enfrentamentos”, defendeu.

 

Fonte: Folha do ES

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here