A passageira uma jovem de 20 anos, tomou duas facadas em assalto após bolsa ficar agarrada em poltrona

No momento em que foi rendida por um bandido armado com uma faca, dentro de um Transcol, uma passageira, de 20 anos, segurou a bolsa que o criminoso tentava roubar e o acessório ficou preso, no braço da poltrona do ônibus. Por pensar que a vítima estava reagindo, o assaltante desferiu dois golpes contra a vítima, que ficou ferida. Ele e os cúmplices conseguiram fugir

De acordo com investigadores da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o crime aconteceu por volta de 23h30 de quarta-feira, na rua Nair Azevedo Silva, no bairro Ilha do Príncipe, em Vitória. A vítima, que trabalha como atendente, em uma lanchonete, na avenida Fernando Ferrari, em Goiabeiras, estava com uma amiga, 20, que trabalha no mesmo local e está grávida de 7 meses.

As duas tinha acabado de sair do trabalho e estavam indo para a casa, em Viana. Ela estavam no ônibus que faz a linha 591 (Serra / Terminal de Campo Grande) e estavam sentadas na parte de trás do ônibus. Cerca de 10 passageiros estavam no Transcol. “Eu me sentei em uma poltrona, perto da janela, e a minha amiga, que está grávida, se sentou na poltrona da frente, também perto da janela”, revelou a vítima, que pediu para não ter o nome revelado.

Ela afirmou que três criminosos embarcaram na avenida Vitória. “Eles pularam a roleta, mas eu não pensei maldade, pois isso acontece sempre. Pareciam normais. Se sentaram em bancos e por um tempo não fizeram nada. Mas, antes do ônibus subir a Segunda Ponte, os três se levantaram e deram sinal para o motorista parar. Nisso, um deles, que estava com a faca, veio para o meu lado”.

A vítima afirmou que estava com os olhos fechados no momento em que foi rendida. “Ele puxou a minha bolsa e falou ‘perdeu’. Por impulso, eu segurei. Vi que ele estava com a faca na mão e ele puxou de novo, mas a bolsa ficou agarrada no braço da poltrona. Eu ia retirar para entregar para ele, mas ele achou que eu estava reagindo e me deu uma facada na coxa. Tentou me dar um golpe na barriga, mas eu coloquei a mão na frente e pegou no braço”.

A vítima ficou ferida no braço e coxa do lado esquerdo. Ela desviou de outros golpes. “Ele pegou minha bolsa, mas deixou cair no chão e fugiu levando só o celular. Outro bandido roubou a bolsa da minha amiga”. A vítima foi socorrida e levada para o Hospital São Lucas.

“Pensei que ele fosse me matar”

“Ele ia me dar um golpe na barriga, mas eu consegui colocar o braço na frente. Pensei que ele fosse me matar. Ele já tinha me atingido duas vezes e continuava tentando me golpear. Foi um desespero. No começo eu segurei a bolsa por impulso, mas eu ia entregar. Graças a não aconteceu algo pior nem comigo e nem com minha amiga.Estou muito assustada, a gente sai de casa e não sabe se vai voltar com vida. Faço esse trajeto todos os dias mas estou com medo. O que mais me revolta é que eles aparentavam ser menores de idade. Então, se forem presos, não ficarão muito tempo na cadeia”.
(Passageira, 20 anos, esfaqueada)

 “Estou muito assustada”

“Enquanto um rendia a minha amiga, o outro veio para cima de mim. Não percebi se o que estava me rendendo estava com faca, mas olhei para trás e vi que o que estava com a minha amiga, tinha faca. Então, eu entreguei a bolsa para o bandido. Vi que a minha tinha sido atingida e fiquei desesperada, comecei a gritar de medo.
Na hora passou várias coisas na minha cabeça. Estou muito assustada, foi um sufoco. Quando eu vi que eles pularam a roleta, eu já fiquei com um pé atrás. Mas depois eles sentaram e não achei que fosse acontecer isso”.
(Passageira grávida, 20, assaltada)

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here