Caminhão tem R$ 365 mil em multas de trânsito no ES

Foram 190 infrações desde fevereiro de 2016, segundo o Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES).

 Foram 1.603 infrações dos cincos veículos com maior número de multas no Estado totalizando R$ 858 mil
Foram 1.603 infrações dos cincos veículos com maior número de multas no Estado totalizando R$ 858 mil / Foto: Marcos Fernandez/Arquivo

Um caminhão em nome de uma empresa no Espírito Santo acumulou R$ 365 mil em multas de trânsito. Foram 190 infrações desde fevereiro de 2016, segundo o Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES).

Mas ele não é o único. Foram 1.603 infrações dos cincos veículos com maior número de multas no Estado totalizando R$ 858 mil. Esses dados são relativos aos últimos 11 anos, entre os veículos estão: motocicleta, Astra, Citroen e dois caminhões.

De acordo com o diretor de Habilitação e Veículos do Detran-ES, José Eduardo de Souza Oliveira, geralmente as multas com valores altos são de pessoas jurídicas que não possuem habilitação.

“Em algumas multas de responsabilidade do condutor é preciso indicar o motorista responsável, quando não há essa nomeação há a multiplicação de 12 vezes o valor da multa. Por exemplo: Numa multa de excesso de velocidade, o proprietário tem que indicar um condutor, quando não há a nomeação tem o valor multiplicado por 12”, finaliza.

José Eduardo esclarece que as principais infrações estão ligadas aos seguintes fatores: transitar em local e horário não permitido, a não indicação do condutor infrator, transitar em velocidade superior à máxima permitida, transitar com veículo com excesso de peso e transitar em faixa exclusiva.

A empresa que recebe a multa tem 15 dias para indicar o condutor ou entrar com recurso ou o valor da multa é multiplicado por 12. Caso a multa não seja quitada, um processo administrativo é aberto no Detran e o veículo fica com restrição, podendo ser apreendido e ir a leilão.

O diretor explica que o Detran estuda maneiras para que esses débitos possam ser quitados. “Estamos vendo a possibilidade das empresas ficarem com restrição de crédito no mercado caso estejam em débito com o órgão. É uma tentativa de que as empresas regularizem a situação para que o dinheiro seja investido em ação de educação no trânsito, engenharia e sinalização”, finaliza.

AS MULTAS

1° – R$ 365.505, 15. Foram 190 multas no período de 15 /09 2012 a 05 de fevereiro de 2016 – Caminhão

2° – 172.532,88. Foram 231 multas no período de 21 de dezembro de 2006 a 30 de janeiro de 2010 (Astra)

3° – R$ 150.961, 19. Foram 87 multas no período de 5 de fevereiro de 2010 a 6 de junho de 2012 (caminhão trator)

4° R$ 90. 702, 53. Foram 605 multas no período de 11 de fevereiro de 2013 a 18 de novembro de 2017 (motocicleta)

5° R$ 79. 020, 27. Foram 490 multas no período de 11 de fevereiro de 2006 a 4 de julho de 2010 (Citroen)

Fonte: Gazeta Online

Continua depois da Publicidade:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here