Capitão do México alerta: ‘Sabemos que Neymar gosta de se atirar muito’

Andrés Guardado, um dos mais experientes da seleção mexicana, afirmou que cabe aos árbitros julgar o comportamento do camisa do 10 do Brasil na decisão de segunda-feira

LANCE por LANCE

Andrés Guardado, capitão e um dos atletas mais experientes da seleção do México, foi pouco político ao ser perguntado sobre Neymar na manhã desta sexta-feira, antes do treino dos mexicanos, em Moscou. O jogador de 31 anos espera que a arbitragem esteja atenta com o que considera o “estilo de jogo” do camisa 10 da Seleção Brasileira: exagerar nas simulações.

– Nós conhecemos o Neymar. Mas não compete a mim julgar, cabe ao árbitro saber conduzir o jogo, hoje tem o VAR. Tem de ver o estilo de jogo, sabemos que o Neymar gosta de exagerar e se atirar muito, é seu estilo de jogo. Tem de jogar, mas quem tem de ver isso são os árbitros e não a gente – afirmou.

A seleção do México está concentrada no CT do Dínamo, na capital da Rússia, onde se prepara para a decisão de segunda-feira, contra o Brasil, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, em Samara. O tom do capitão mexicano antes do jogo foi de confiança em uma equipe que começou a Copa batendo na Alemanha, atual campeã mundial, e que tirou lições da derrota por 3 a 0 para a Suécia, na última rodada da primeira fase.

A seleção do México deixou o país para a disputa do Mundial sob desconfiança de torcedores e ouvindo críticas da imprensa. Após a classificação, Guardado espera que a equipe siga ignorando fatores externos para triunfar.

– Nós confiamos em nosso futebol. Um dia somos os melhores, outro os piores de novo. Estamos acostumados a viver esse tipo de situação, não podemos mudar nossa mentalidade. Estamos muito tranquilo, passamos no grupo mais difícil do Mundial. Estamos nas oitavas, o primeiro objetivo se conseguiu. Não estamos felizes pela derrota, vamos trabalhar nisso para a próxima partida.

– Aprende-se mais nas derrotas do que nas vitórias. Nos deu uma grande lição a partida contra Suécia, pelo estilo de jogo aéreo direto do europeu. Sofremos muito, creio que não soubemos enfrentar bem esse tipo de equipe. A lição maior é essa. Se vamos enfrentar um time desse estilo, demos de mudar nosso jogo. Não dar contra-golpe, jogo aéreo. Agora contra o Brasil é um estilo parecido com o nosso, com grandes jogadores. Vamos canalizar todo de positivo para essa partida contra Brasil, o jogo de nossas vidas – declarou.

O México venceu Alemanha e Coreia do Sul nas duas primeiras rodadas da Copa, mas acabou se classificando em segundo lugar do Grupo F por conta da derrota para os suecos. Quem vencer o duelo das oitavas encara Bélgica ou Japão nas quartas de final do Mundial da Rússia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here